|
  • Bitcoin 105.871
  • Dólar 5,2239
  • Euro 5,4735
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 14/06/2022, 17:02

Servidores do BC seguem em greve por tempo indeterminado, diz sindicato

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 14 de junho de 2022

Nathalia Garcia - Folhapress
AUTOR autor do artigo

Foto: iStock
menu flutuante

São Paulo - Os servidores do Banco Central decidiram, em assembleia nesta terça-feira (14), manter a greve por tempo indeterminado. A aprovação contou com mais de 80% dos votos válidos, de acordo com o Sinal (Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central).

Mais cedo, a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou o convite ao presidente do BC, Roberto Campos Neto, para prestar informações sobre as negociações com os funcionários da autoridade monetária.

O autor do requerimento é o deputado Leônidas Cristino (PDT/CE), presidente da Comissão, e a data da audiência pública ainda será definida.

De braços cruzados desde o dia 3 de maio, após trégua de duas semanas da paralisação iniciada em abril, os servidores do BC apresentaram na última semana uma contraproposta de reajuste salarial de 13,5%, ante 27% no pedido inicial, além de demandas de reestruturação de carreira.

Leia mais: https://www.folhadelondrina.com.br/economia/nivel-de-endividamento-cresce-mas-cai-taxa-de-inadimplencia-3206826e.html

O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou na última segunda-feira (13) que não haverá reajuste para servidores neste ano. Ele disse, contudo, que está em estudo a possibilidade de dobrar o valor do auxílio-alimentação de todas as categorias ainda em 2022.

A rotina da autoridade monetária segue comprometida, com interrupção na divulgação periódica de estatísticas de crédito e do setor externo e de outros relatórios e dados importantes para o mercado financeiro.

Em meio à greve dos servidores, o BC publicou no dia 6 de junho uma atualização parcial da pesquisa Focus, com as expectativas dos economistas até 3 de junho. Na véspera do Copom, entretanto, o boletim não foi divulgado.

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1