|
  • Bitcoin 105.223
  • Dólar 5,2228
  • Euro 5,4757
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 11/03/2022, 12:22

Programa municipal vai capacitar jovens na área da tecnologia

Empregatech vai oferecer cursos para formação de profissionais que hoje faltam no mercado, que tem mais de três mil vagas em aberto

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 11 de março de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Vivian Honorato/N.com
menu flutuante

A Prefeitura de Londrina lançou um programa para capacitar trabalhadores, em especial jovens, na área da tecnologia da informação. Segundo o poder público municipal, a demanda atual na cidade é de mais de três mil vagas que não são preenchidas por falta de mão de obra qualificada. A primeira etapa do Empregatech deverá oferecer um mínimo de 125 vagas em cursos profissionalizantes.  

Uma organização da sociedade civil será contatada para executar o programa e também selecionar o público-alvo, formado por jovens de 17 a 25 anos com ensino médio completo ou cursando o último ano do ensino médio. A oficialização da iniciativa foi durante uma cerimônia no prédio do Executivo nesta sexta-feira (11). O edital de chamamento que vai definir a organização foi publicado em diário oficial e o investimento será de R$ 200 mil.  

Ganha a licitação que ofertar mais vagas de cursos além do mínimo estipulado e da contrapartida. A capacitação terá cerca de seis meses de duração e a expectativa do Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina) é finalizar o edital entre o final de abril e começo de maio. Entre os cursos que deverão ser disponibilizados gratuitamente estão computação básica, back-end, front-end e inglês. 

“Foi feito um amplo estudo com a participação das entidades, instituições da área de tecnologia da informação e com as empresas que têm as vagas de emprego em aberto para entendermos o que precisavam, do funcionário com qual qualificação buscavam e isso que vai ser ofertado no curso”, destacou o prefeito Marcelo Belinati. 

LEIA TAMBÉM: Londrina inicia 2022 com saldo positivo de vagas de emprego

A prospecção do mercado foi feita em parceria com entidades da região, como o Arranjo Produtivo Local de Tecnologia de Informação e Comunicação, o Sindicato de Tecnologia e Informação do Paraná e a Abratic (Associação Brasileira de Tecnologia, Inovação e Comunicação). 

A intenção é que os jovens que saírem formados já sejam encaminhados para o mercado de trabalho. “A principal linha do Empregatch é uma oportunidade para as pessoas. Como existe a demanda, é grande a chance de todas as pessoas que forem capacitadas já serem contratadas pelas empresas”, projetou Bruno Ubiratan, presidente do Codel. “As entidades vão acompanhar esses cursos, que foram feitos para atender o mercado interno”, acrescentou. 

CONTINUADO 

O município garante que vai ampliar o programa nos próximos meses, diminuindo a escassez por profissionais capacitadas na área da tecnologia. “Queremos que seja um projeto continuado. É o primeiro curso, vamos fazer outros para ir preenchendo essa necessidade que as empresas de tecnologia têm no momento”, afirmou Belinati. De acordo com o prefeito, Londrina tem mais de 1.800 indústrias e empresas de tecnologia da informação. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.