|
  • Bitcoin 150.538
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2113
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 05/05/2022, 18:36

Dia das Mães: feiras em Londrina valorizam produtores locais

De gastronomia a presentes, os consumidores contam com uma variedade de produtos em eventos que acontecem até sábado (7)

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 05 de maio de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Gustavo Carneiro/Grupo Folha
menu flutuante

O Dia das Mães é uma data comemorativa que faz girar bastante a economia local, movimentando o comércio, bares e restaurantes. Neste ano, a realização de feiras em espaços públicos de Londrina é uma das apostas de produtores e artesãos da cidade.  

Com uma programação variada em diferentes espaços, as famílias poderão se divertir e adquirir produtos exclusivos até o sábado (7). A tradicional Feira na Praça, realizada pela Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina) começou nesta quinta (5) e segue até amanhã, das 17h às 22h, na Praça Gabriel Martins Martins, que fica no Calçadão.  

Na feira, o público encontra produtos como geleias, granolas, castanhas, queijos e vinhos, cookies e pães, além de uma estação de Food Trucks com música ao vivo e atividades para crianças. No evento também é possível levar animais de estimação para o passeio. 

"Estávamos de passagem pelo Calçadão e resolvemos parar para conferir. É muito gostoso ver eventos assim, em espaços públicos e com boas opções", comentam as amigas Luana Ferri e Andressa Ito. Já a família de Larissa Guimarães se programou para aproveitar a feira. Mãe, filha e neta ficaram sabendo da programação pelo noticiário. "A gente sente falta de eventos assim, em lugares públicos, ao ar livre e com opções para as crianças. Também acho uma boa ideia ter produtos locais", diz.  

A família de Larissa Guimarães se programou para aproveitar a feira: "A gente sente falta de eventos assim" A família de Larissa Guimarães se programou para aproveitar a feira: "A gente sente falta de eventos assim"
A família de Larissa Guimarães se programou para aproveitar a feira: "A gente sente falta de eventos assim" |  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 

Segundo o superintendente da Acil, Rodrigo Geara, esta é a primeira edição da feira após dois anos de pandemia do coronavírus. "O projeto ganhou este formato em 2019 e naquele ano foram realizadas seis edições. Estamos retornando agora, com boas expectativas e o objetivo de gerar movimento no comércio, que estará aberto entre hoje e amanhã até às 21h", afirma. No sábado, as lojas abrem das 9h às 18h. 

Para a empresária Natália Marques, a feira é uma vitrine para seus cookies, brownies e empadões que são vendidos pela internet. Nos dois dias, ela pretende vender aproximadamente R$ 2 mil. "Além das vendas, a gente também consegue divulgar bem nossa marca porque acabamos percebendo um movimento maior em nossas redes sociais nos dias de feira", diz. 

Virgínia Furlanetto também participou de todas as edições e está animada com a retomada. Há cerca de quatro anos, ela se dedica à produção e venda de paninhos reutilizáveis. "É uma ótima opção de presente. Eles substituem o plástico film. Dá para usar, lavar e reutilizá-los até um ano. Além disso, é biodegradável", detalha. Os paninhos são impermeabilizados com cera de abelha, que elimina a proliferação de bactérias e reduz o desperdício ao conservar os alimentos por mais tempo.   

FEIRA MEI 

Os microempreendedores individuais também irão expor seus produtos na Feira MEI Dia das Mães, que será realizada nesta sexta, das 9h às 16h, na Sala do Empreendedor de Londrina (Rua Pernambuco, 162). No espaço, os visitantes encontrarão uma variedade de artigos como sabonetes artesanais, cosméticos, peças de confecção, acessórios, vestuários e itens de gastronomia, a preços acessíveis.   

O secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, lembrou que, junto do evento, existe toda uma gama de serviços de atendimento aos MEIs. “A Sala do Empreendedor é o ponto de apoio dos nossos microempreendedores individuais. Desde seu primeiro ato, que é a formalização, até a entrega de consultorias especializadas e capacitações ou a prestação de serviços, como auxílio na declaração e emissão de boletos”, afirma.  

FEIRA CULTURAL 

Na zona norte de Londrina, a Feira Cultural (Avenida Saul Elkind, 790)  terá duas edições extras para o Dia das Mães. O público poderá conferir os trabalhos de 40 expositores na sexta, das 16h às 21h, e sábado, das 13h às 21h.  O evento terá a exposição de produtos nas áreas de gastronomia, decoração e acessórios pessoais. Os itens à venda incluem nécessaires, agendas, materiais de papelaria, brincos e arranjos florais; além de doces, salgados, bolos de pote, bolinho de carne, acarajé e sushi, entre outros.  

A Feira Cultural é um projeto lançado em abril com o apoio da Prefeitura de Londrina, CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) e Londrina Iluminação. A ação acontece todas as quartas-feiras, a partir das 18h.  Uma das organizadoras, Márcia Moura, destaca que a iniciativa tem promovido a região, com a comunidade ocupando o espaço público e adquirindo itens diretamente do pequeno produtor e artesão. “É um trabalho com vários benefícios, como a geração de renda, valorização da produção de artesanato e da gastronomia local, além de revitalizar o Centro Cultural da Zona Norte”, diz.  

Leia mais: Comércio espera alta de 16% nas vendas do Dia das Mães 

FEIRA OKUPA 

A 2ª edição da Feira Okupa será realizada no sábado, das 10h às 18h, na Vila Cultural Brracão Tangará (Rua Augusto Severo, 544, Aeroporto). O evento tem entrada franca e contará com 34 expositores de Londrina e Maringá, que trabalham com moda, artesanato, brinquedos educativos, jardinagem, livros, produtos orgânicos e perfomance, entre outros.  

De acordo com uma das organizadoras, Fábia Machado, a proposta é ter uma feira itinerante, levando-a para diversos bairros e contemplando vários públicos. “A ideia é ocupar locais diferentes da cidade e abrir novos espaços de exposição e comercialização de trabalhos variados. Também teremos uma programação cultural para unir arte e produção local, em um momento de reencontro ainda nesses tempos de pandemia que estamos atravessando”, comenta.  

Além do comércio de artigos, a Feira Okupa terá animação do grupo Trioforro e do DJ Fábio Coltro, além de corte de cabelo express o dia todo. (Com N.Com e Assessoria de Imprensa) 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.