FEST CAFÉ -

Excelência na xícara

Cafés de origem e torrefação artesanal são identidade de O Armazém Café

Reportagem local
Reportagem local

Para o Fest Café, Crème Brulée de Café, Latte Caramelo Salé e Pavlova
Para o Fest Café, Crème Brulée de Café, Latte Caramelo Salé e Pavlova | Divulgação
 



Um grão de café ocupa o lugar da letra “O”  da casa batizada O Armazém Café. Com identidade, o artigo também dá status à confeitaria - determinada a surpreender os clientes. Falar sobre os 15 anos da cafeteria O Armazém Café é para a sócia-proprietária e barista, Cristina Rodrigues Maulaz, uma satisfação. A rica retrospectiva traz referências do período em que Londrina foi a capital mundial do café e guarda também memórias físicas e afetivas de quem fez parte desta história. Em 2016, a cafeteria mudou de endereço e funciona em uma casa que começou a ser construída em 1942 para que ali se formasse um nova família. 



Dos cafés da manhã e tarde, servidos para unir os moradores da casa, aos dias em que hoje ali há um comércio, a proposta de promover encontros se perpetua. “Aumentamos cinco vezes o nosso tamanho em relação ao imóvel anterior e deixamos a construção o mais fiel possível, conta Maulaz. Enquanto faz a torra do café, a empreendedora permite que escapem mais que os aromas da fruta. “Só não plantamos e colhemos o café. Compro direto dos produtores, escolho os lotes depois de beneficiados e os cafés paranaenses são os que mais valorizamos”, enfatiza.





A torrefação artesanal e as embalagens com design são marcas da cafeteria. “Só compramos cafés especiais e nesse processo de trabalho temos um controle melhor do produto”. Premiado durante a Ficafé 2018 (Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro), a variedade Arara, pertencente ao Sítio Fortaleza, de Japira, no Norte Pioneiro do Paraná, do produtor Francisco Barbosa Lima, faz parte do cardápio e dos diferenciais da casa. “Como torrefadores, imprimimos nossa identidade”. 



Logo na entrada da casa especializada em servir café, a arte faz convite. Na parede da calçada, uma ilustração valoriza o processo, da colheita à dose que desperta os sentidos. Espresso, coado, french press, syphon e kalita wave estão entre as extrações. O que vem da cozinha é sempre fresquinho e padrão de qualidade da chef Mariana Maulaz. 


SERVIÇO:

O Armazém Café – Rua Belo Horizonte, 701

Horário de atendimento: De segunda a sábado, das 10 às 19 horas; domingo das 14 às 19 horas-  fechado no último domingo do mês.

Crème Brulée de Café, Latte Caramelo Salé e Pavlova

 – R$ 18


Excelência na xícara
 




Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias