MULTI CHEF -

Degustação em cena!


Fábio Luporini/ Especial para Folha2
Fábio Luporini/ Especial para Folha2

Você é daqueles que não podem ver um banquete e já sente o despertar das lombrigas? Pois eu sou! Não posso assistir um filme ou uma série que já quero entrar no clima e comer junto. Pudera eu! Se fosse assim, todos os dias depois de jantar eu voltaria a beliscar aqui ou ali. Perceba: não tem uma produção televisiva que não tenha uma cena no café da manhã, no almoço ou no jantar. Ou então um café da tarde, um bolo de aniversário, uns petiscos na festa da piscina.

 

Sabe o que acontece? É porque a comida é uma experiência, muito mais que um alimento físico. Ah, com certeza sem ela não estaríamos vivos e isso é importante para o funcionamento do corpo e todo aquele papo biológico. Entretanto, a sociedade contemporânea aprofundou o significado da gastronomia. E ampliou. Se antigamente eram banquetes para receber reis ou rainhas, hoje passou a ser motivo para celebrar. E celebrar qualquer motivo! A vida, o aniversário, uma aprovação no vestibular, o término de um ciclo ou simplesmente a amizade.




Ratatouille (2007): animação que atiça o prazer de comer
Ratatouille (2007): animação que atiça o prazer de comer | Reprodução
 


Basta darmos uma olhada no cardápio de filmes que vamos perceber como a ficção atiça a realidade. De Júlia Roberts em Comer, rezar, amar (2010) à animação Ratatouille (2007), passando por A fantástica fábrica de chocolate (1971 ou 2005) ou simplesmente Chocolate (2001). O nome dessas produções é sugestivo, obviamente. Mas, a gastronomia vai muito além de películas que foram criadas em volta da comida. Filmes com outras temáticas sempre têm uma cena deliciosa no meio.

 

Lembro-me de uma série que fico triste por não estar disponível nas plataformas de streaming populares por aí: Brothers & Sisters, que girava em torno de uma família proprietária de vinhedos nos Estados Unidos. A cada drama, briga, discussão ou reunião familiar, um vinho diferente em cena. Sabe Deus quantos litros foram gastos para rodar a série (ou se eram realmente vinhos verdadeiros). O que sei, todavia, é que toda vez que eu chegava em casa e estava passando essa série, eu tinha de abrir uma garrafa de vinho para tomar uma tacinha.

 



Que filme te deu mais vontade de comer? Eu estou perdido! Cada vez que vou gravar o Multi Chef, obrigatoriamente faço a degustação dos deliciosos pratos que os entrevistados têm preparado. E que capricho de cada um. O último, de terça-feira passada, foi um hambúrguer de ricota, criação de Sara Presoto. O problema é que toda vez que vou assistir o programa de novo, tenho vontade de degustar novamente o prato. É só comigo que isso acontece?

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias