MULTI CHEF -

A (boa) comilança dos dias de festa


Fábio Luporini
Fábio Luporini

Os dias finais do ano, de muita comilança, estão passando. Mas, as lembranças e as memórias permanecem. Na antevéspera do Ano-Novo, rodei os supermercados em busca dos ingredientes. Eram dois pratos diferentes: um para aquela noite, outro para a chegada de 2020. E muitos e diferentes itens para comprar. Quem me conhece sabe que minha especialidade é risoto. A noite daquela segunda-feira conheceria mais uma receita que eu inventara para a ocasião, quando recebi amigos para uma janta com a família.


Aliás, não sei se o prato – ou a mistura dos ingredientes – já existe. Para mim, era inédito: risoto de queijo brie com presunto parma, lascas de amêndoas torradas e mussarela de búfala. Já engordou só de pensar, não? A combinação é, na realidade, uma intuição. Costumo pensar o que combina com o que e vou misturando na panela, na ordem que quero e do jeito que penso. Não tem muita ordem. E peço desculpas aos chefs por isso.




Risoto à moda da casa: queijo brie com presunto parma, lascas de amêndoas torradas e mussarela de búfala
Risoto à moda da casa: queijo brie com presunto parma, lascas de amêndoas torradas e mussarela de búfala | Fábio Luporini
 


O resultado? Uma profusão de sabores que eu nunca encontrara antes. O queijo derretido substitui qualquer creme de leite. Atenção! Alerta aos intolerantes à lactose. O presunto parma confere o salgado: eu não uso sal. No meio disso vai uma pitada de pimenta calabresa em flocos. Para depois colocarmos as lascas de amêndoas e a mussarela de búfala. Para harmonizar? Um delicioso vinho português, o mesmo que degustei na noite seguinte.


A véspera do Ano-Novo foi um regalo do compadre Faustino Gentilin Filho: um pernil de cordeiro. Iguaria que eu nunca havia me aventurado fazer. Afinal, como já disse, minha especialidade é risoto. Entretanto, pesquei algumas dicas com ele e me lembrei de um delicioso molho pesto que o chef Marcelo Camargo fez, na gravação do programa Multi Chef, para a Multi TV (disponível no Youtube, corra lá pra assistir). Era o que eu sentia que devia fazer. Além disso, comprei um vaso de alecrim para incrementar o tempero.


Tudo muito simples. Nada trabalhoso. Anote aí: bata azeite, alho, castanhas do Pará, queijo parmesão ralado e, em seguida, acrescente folhas de manjericão (se tiver, colhidas do pé). Com o molho pronto, regue o pernil do cordeiro. Se possível, deixe-o marinando por um ou dois dias na geladeira. Aqui em casa, aproveitamos que a peça veio embrulhada num plástico e foi lá que guardamos o pernil com tempero e tudo! Ao lado, coloque os ramos de alecrim. Duas ou três horas no forno são suficientes. Não tem como ficar ruim! O melhor de tudo? É poder degustar com os amigos e familiares, sempre com um bom vinho ao lado!

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias