|
  • Bitcoin 105.148
  • Dólar 5,2019
  • Euro 5,4318
Londrina

MULTI CHEF

m de leitura Atualizado em 19/05/2022, 15:20

Chocolate com flores comestíveis

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 20 de maio de 2022

Fabio Luporini
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Avelã, castanhas, ao leite, amargo ou meio margo. Branco, com caramelo e com flor. Sim! Agora a moda é comer chocolate com flores comestíveis. Eu, chocólatra de plantão, já experimentei e aprovei essa “novidade”. Outro dia, recebi alguns quitutes da Cristiane Santos Gastronomia. Ela é uma das expositoras da feira itinerante Londrina Criativa, projeto que ajudo desenvolvendo um trabalho de assessoria de imprensa. Recebi em casa alguns macarrons, um ovo de Páscoa e uma barra de chocolate DE-LI-CI-O-SA!

A personalização é uma das características desse tipo de chocolate, porque, afinal, todos são diferentes um do outro. Seja no tipo de flor, seja na maneira pela qual ela é disposta no preparo. Dá pra fazer barras, bolos e outros doces, como macarrons. Confesso que eu, particularmente, não conhecia essa modalidade. A não ser pela popular “flor de Jorge Tadeu”, quando o antúrio foi quase uma protagonista da novela "Pedra sobre pedra" (1992). O personagem interpretado pelo cantor e ator Fábio Jr. comia a flor na trama. E fez o maior sucesso na audiência.

Entre as flores comestíveis mais utilizadas no preparo de chocolates estão amor-perfeito, capuchinha, lavanda, cravo, flor de abóbora, dentes-de-leão, cravina, violeta, flor de ipê e rosa. Aliás, a capuchinha, por exemplo, já foi tema do programa Multi Chef, quando a chef e nutricionista Yoná Issa ensinou a gente a fazer um prato com Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC). Além disso, a Dóren Andrade Faria, da Santa Lavanda, também ensinou uma receita deliciosa de uma bolachinha preparada com lavanda.

Os aromas florais conquistaram também o paladar, além do olfato. Sabores suaves, adocicados, alguns picantes, mais ou menos ácidos e, até mesmo, amargos. Essa variedade pode ser amplamente utilizada não apenas no chocolate, mas, também, em saladas, bolos, tortas, sucos, cheesecakes, saladas de frutas e outros itens gastronômicos. Utilizar as PANCs na gastronomia ainda é incomum e pouco usual, por isso, quando for utilizar, recomendo pesquisar antes, procurar receitas na internet, para não haver erro. E, claro, experimentar! A gente nunca vai saber se gosta ou não sem degustar.

Por isso, é preciso ter informação suficiente para saber quais flores realmente são comestíveis. Muitas delas possuem vitaminas que vão desde vitamina C, potássio e zinco. Entretanto, algumas outras são mais tóxicas e não se recomenda seu consumo. Daí a necessidade de se pesquisar. O importante é saber utilizar as flores para extrair delas seus melhores nutrientes!

 Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1