PÚBLICO GERAL -

Vacinação de jovens sem comorbidades deve começar nesta semana em Londrina

Expectativa da secretaria de Saúde é disponibilizar o imunizante contra Covid para este público assim que receber as doses do Ministério da Saúde

Micaela Orikasa - Grupo Folha
Micaela Orikasa - Grupo Folha

 

Vacinação de jovens sem comorbidades deve começar nesta semana em Londrina
Emerson Dias/N.Com
 


Com a confirmação do MS (Ministério da Saúde) na segunda-feira (18) de envio de mais de 318.240 doses da vacina Pfizer/BioNTech ao Paraná, a expectativa da secretaria de Saúde de Londrina é dar início à imunização de adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades, ainda nesta semana.  


De acordo com o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, assim que houver a distribuição do lote de imunizantes para Londrina, eles serão disponibilizados aos adolescentes. “No momento são 28 mil jovens, entre 12 e 17 anos, cadastrados no site da Prefeitura. Quase seis mil só na faixa etária dos 17 anos. Nossa expectativa é que entre quarta e quinta-feira a gente já tenha acesso às vacinas para início da imunização deste grupo”, disse na manhã desta terça-feira (19). 


A expectativa é de que os imunizantes cheguem ao Estado ainda hoje. Do total de vacinas anunciada pelo MS, 228.150 doses são exclusivas para a população de 12 a 17 anos, sem comorbidades ou pertencentes a grupos prioritários. É a primeira remessa do governo federal direcionada aos adolescentes em geral.  



LEIA TAMBÉM:

-   Dez cidades da RML não começaram vacinar jovens sem comorbidades

Vacina contra Covid em crianças: pesquisas avançam e expectativas aumentam


DOSES 

Até agora, o Paraná recebeu 102.532 doses para a população de 12 a 17 anos pertencente a grupos prioritários, sendo 99.450 para jovens com comorbidades e deficiência permanente e 3.082 doses direcionadas para adolescentes indígenas. De acordo com os dados do Vacinômetro nacional, o Paraná já aplicou 249.472 doses em adolescentes. 


Em Londrina, cerca de mil jovens com comorbidades se cadastraram no site da Prefeitura, nos últimos dias. “Na última análise tínhamos quase 500 vacinados, faltavam ainda 100 que tinham apresentado a documentação, mas não haviam agendado e outros 400 que ainda não haviam disponibilizado os documentos necessários”, detalha Machado. (Com AEN) 



Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo