|
  • Bitcoin 202.525
  • Dólar 5,4880
  • Euro 6,1921
Londrina

O BICHO PEGOU 5m de leitura Atualizado em 13/01/2022, 14:37

PM resgata cadela que ficou trancada em carro, sob sol forte

Deixar o anima exposto ao sol, não oferecer água em quantidade suficiente e passeios em horários de muito calor podem causar hipertermia

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Lívia Marra - Folhapress
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

São Paulo -Policiais militares resgataram, na terça-feira (11), uma cadela que passou aproximadamente três horas trancada em um carro, sob forte calor, em Balneário Camboriú (SC). O veículo havia sido deixado em um estacionamento perto das 11h, e a PM (Polícia Militar) chegou por volta das 14h, após funcionários perceberem que o animal estava preso, com as janelas totalmente fechadas. Segundo a corporação, a temperatura estava em torno de 30ºC.

Algumas raças necessitam de maior atenção, porque são propensos a problemas respiratórios, especialmente no calor
Algumas raças necessitam de maior atenção, porque são propensos a problemas respiratórios, especialmente no calor |  Foto: iStock
 

Vídeo divulgado em rede social mostra o momento em que os policiais quebram o vidro do carro com auxílio de uma barra de ferro e encontram o pet no chão, extremamente ofegante e quase sem reação. Kyra, da raça buldogue francês, recebeu água – também jogada sobre seu corpinho para amenizar a temperatura - e foi encaminhada a uma clínica.

O tutor foi localizado e preso sob suspeita de maus-tratos. Em audiência de custódia, porém, ele teve liberdade provisória concedida. Na  quarta (12), a Justiça determinou também que, após alta, a cadela seja encaminhada provisoriamente à ONG Viva Bicho.

LEIA TAMBÉM:

Dias mais quentes exigem cuidados extras com os pets

Petiatras levam alegria para instituições de Londrina

HIPERTERMIA

Animais não devem ser deixados sozinhos no carro, mesmo que por poucos minutos.

Deixar o cão exposto ao sol, manter o animal preso em um veículo ou ambiente quente, não oferecer água fresca em quantidade suficiente e mesmo passeios em horários de muito calor podem causar hipertermia, ou seja, o aumento excessivo da temperatura do corpo do bichinho. E isso pode causar alterações no organismo e até provocar a morte.

A hipertermia independe de raça, mas os casos podem ser agravados em cães braquiocefálicos - os de focinhos achatado, como buldogue francês, buldogue inglês e pug.

Raças com essas características precisam atenção ainda maior no dia a dia. Isso porque são mais propensos a problemas respiratórios, especialmente no calor. No frio também podem sofrer com desconfortos e até precisar de inalação.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM