REFLEXO DA PANDEMIA -

Pandemia: 1.354 alunos migraram da rede particular para a municipal em Londrina

Somente neste ano foram 752 crianças matriculadas no município; secretaria garante que novos estudantes não geram impacto na estrutura

Pedro Marconi - Grupo Folha
Pedro Marconi - Grupo Folha

 

Pandemia: 1.354 alunos migraram da rede particular para a municipal em Londrina
Emerson Dias - N.Com
 



Desde o início da pandemia de coronavírus em Londrina, em março do ano passado, 1.354 alunos foram transferidos para a rede municipal vindos das unidades particulares. O número é reflexo das idas e vindas de decretos que suspenderam a realização das aulas presenciais, hoje liberadas para quem paga pelo ensino, além da crise financeira que abateu as famílias neste período. 


Ao longo de 2020 foram 602 matrículas. Já neste ano a quantidade chega a 752 em apenas quatro meses. A rede municipal tem cerca de 45 mil estudantes. De acordo com a secretária municipal de Educação, estes novos alunos não geram impacto na estrutura existente. “A procura aconteceu em algumas regiões determinadas da cidade, como a Gleba Palhano (zona sul), mas nada que seja tão impactante que não conseguíssemos atender”, ressaltou Maria Tereza Paschoal de Moraes. 


Moraes também assegurou que mesmo quando as aulas retornarem no município, não haverá transtornos. “Mesmo que tenha alunos a mais em algumas salas, o que chamamos de excedente, é tranquilo de administrar, porque sabemos que não vão voltar todos ao mesmo tempo”, projetou. O ensino presencial, no momento que for liberado, será no modelo híbrido. A proposta é que as escolas recebam um terço dos estudantes por dia em cada sala, o que dá uma média de oito a nove crianças num mesmo espaço. 


O decreto que mantém as aulas suspensas nas unidades municipais vence nesta sexta-feira (30). Um novo documento será publicado até o fim de semana. A secretária não adiantou se o ensino remoto será renovado. 


LEIA TAMBÉM:

Prédio da escola do Vista Bela será entregue em junho


Parque infantil para deficientes tem equipamentos quebrados


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Assine e navegue sem anúncios [+]

Continue lendo