"ESQUELETO" DA LESTE-OESTE -

Londrina Auto Shopping entra com recursos contra leilão de imóvel

Empresa entra com recurso contra leilão de `esqueleto da Leste-Oeste´

Vitor Ogawa - Grupo Folha
Vitor Ogawa - Grupo Folha

Nenhum licitante apareceu para arrematar o imóvel do Londrina Auto Shopping.  O leilão judicial online estava programado para esta quarta-feira (24) pelo valor de R$ 33.720.059,15, mas não houve interessados. Agora, na quinta-feira (25), às 10h30, ocorrerá mais uma tentativa de leiloar o imóvel, agora com um desconto de 50% para o segundo leilão.

 

Nenhum licitante apareceu e agora, na quinta-feira (25), às 10h30, ocorrerá mais uma tentativa de leiloar o imóvel, agora com um desconto de 50% para o segundo leilão.
Nenhum licitante apareceu e agora, na quinta-feira (25), às 10h30, ocorrerá mais uma tentativa de leiloar o imóvel, agora com um desconto de 50% para o segundo leilão. | Micaela Orikasa/Grupo Folha
 


A empresa Londrina Auto Shopping, proprietária do imóvel em que se encontra uma estrutura de aço, na avenida Leste-Oeste, no centro de Londrina, que está parada há 24 anos, entrou com vários recursos contra o leilão do espaço e da estrutura que já foi edificada no local. Os advogados da empresa informaram que estão em trâmite, respectivamente, um agravo de instrumento, que é o recurso cabível contra as decisões tomadas pelo juiz no curso do processo – as chamadas decisões interlocutórias –, antes da sentença; o agravo interno, que é o recurso cuja interposição produz efeito devolutivo, mas não produz efeito suspensivo; um mandado de segurança, que visa proteger direito líquido e certo, ou seja, provado por documentos, que tenha sido violado por ato ilegal ou abusivo de autoridade pública ou de agente de pessoa jurídica no exercício de atribuições do Poder Público; e também entrou com um recurso ordinário, que é o exercício do direito da parte em exercer o segundo grau de jurisdição, além do contraditório e de ampla defesa). Segundo nota enviada pelo Londrina Auto Shopping, esses recursos objetivam o afastamento da abusividade/ilegalidade do leilão do respectivo imóvel.


A empresa alega que o imóvel não foi avaliado de forma devida, e o preço atual foi derivado de avaliação realizada em 2013, embora corrigida monetariamente, o grupo entende que há violação ao entendimento jurisprudencial e ao artigo 873, II do Código de Processo Civil, que admite nova avaliação quando qualquer das partes arguir, fundamentadamente, a ocorrência de erro na avaliação ou dolo do avaliador; quando se verificar, posteriormente à avaliação, que houve majoração ou diminuição no valor do bem; ou quando o juiz tiver fundada dúvida sobre o valor atribuído ao bem na primeira avaliação.


Segundo Fernando Amorim, do departamento Jurídico da Rocha Leilões, não cabe ao leiloeiro avaliar tais questões, uma vez que é mero auxiliar da justiça e atua nos autos seguindo as determinações judiciais. Ele ressaltou que não há notícia de suspensão, deste modo, o leilão ocorreu normalmente, nesta quarta-feira, porém não houve licitantes para a ocasião. Nesta quinta-feira ele afirmou que o leilão ocorrerá normalmente, aplicando-se o desconto de 50% ao valor da avaliação.


Leia mais:

“Esqueleto de aço” na avenida Leste-Oeste vai a leilão



Projetado inicialmente para ser um shopping temático do setor automotivo, com 30 mil metros quadrados, o prédio teve seu projeto alterado e ampliado para 50 mil metros quadrados para incorporar uma estrutura de lazer e entretenimento. Além do local para artigos automotivos, o shopping teria dez salas de cinema pelo sistema Multiplex, três lojas âncoras de departamento e confecções, e mais de 200 lojas, 800 vagas de estacionamento, divididos em cinco pisos. A previsão era de que o shopping temático fosse inaugurado em abril de 1998.  


Receba nossas notícias direto no seu celular. Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo