|
  • Bitcoin 118.190
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3417
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 03/08/2022, 16:00

Horário de desembarque especial deve ser ampliado em Londrina

CML aprova projeto que permite que mulheres e idosos possam descer dos ônibus fora dos pontos das 21h às 5h

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 03 de agosto de 2022

Micaela Orikasa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Gustavo Carneiro/Arquivo FOLHA
menu flutuante

Foi aprovado em segundo turno, durante a sessão de terça-feira (2) da Câmara Municipal de Londrina, o projeto de lei nº 265/2021 que amplia horário para que mulheres e idosos desembarquem dos ônibus fora dos pontos fixados pela CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) em Londrina. 

Atualmente, o período para o desembarque especial é das 23h às 5h e agora o horário poderá estendido em duas horas, passando a ser permitido das 21h às 5h. O objetivo da proposta das vereadoras Prof.ª Flávia Cabral (PTB) e Mara Boca Aberta (Pros), é trazer mais segurança a mulheres e idosos que utilizam o transporte coletivo neste período e que acabam tendo que desembarcar longe de casa.  

‘É VÁLIDO’

A proposta segue agora para sanção do prefeito Marcelo Belinati. Nas ruas a notícia tem agradado as mulheres. “Trabalhei muito tempo até às nove horas da noite e acabava chegando em casa por volta das 23h. Sempre tive medo deste trajeto. Na verdade, as mulheres não se sentem totalmente seguras em mais nenhum lugar, mas com certeza esse horário estendido é favorável a nós, principalmente para quem trabalha fora do horário comercial”, diz Joyce Aparecida Santos.

Imagem ilustrativa da imagem Horário de desembarque especial deve ser ampliado em Londrina Imagem ilustrativa da imagem Horário de desembarque especial deve ser ampliado em Londrina
|  Foto: Micaela Orikasa - Grupo Folha
 

A passageira Marta Garcia destaca que “tudo que vem para a segurança da mulher é válido. Lembro que quando eu utilizava bastante o ônibus à noite, meus pais me esperavam no ponto para irmos juntos de volta para casa. Sempre foi e vai ser perigoso. É preciso diminuir esse risco ao máximo”, comenta.  

LEIA TAMBÉM:

+Campus da UEL terá novo sistema de segurança eletrônica

Em nota, a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) emitiu parecer favorável ao projeto e afirmou que a Companhia não havia registrado nenhum pedido desta natureza. “Com a medida, a intenção é ampliar a sensação de segurança das mulheres e dos idosos, no desembarque dos ônibus no período previsto no projeto. Importante observar que, conforme a própria Lei, as paradas para desembarque deverão ocorrer somente em locais em que a legislação e sinalização de trânsito permitir”, diz a CMTU, por meio de nota.    

POPULAÇÃO MAIS VULNERÁVEL 

Para a secretária municipal de Políticas para as Mulheres de Londrina, Liange Hiroe Doy Fernandes, a proposta é extremamente importante porque as mulheres são parte da população mais vulnerável.

"A maioria das mulheres sai do trabalho a partir das 18h e demora para chegar em suas casas. O que eu vejo sobre a importância dessa ampliação do horário é também na questão da violência doméstica, de feminicídios e tentativas de feminicídios, abordagens que a secretaria trabalha muito, informando e acolhendo', afirma Fernandes. 

"Sabemos que, em muitos casos, essas violências acontecem no trajeto entre o trabalho e a casa dessas mulheres porque os agressores sabem que elas irão descer em determinado ponto. Sendo assim, podendo descer mais perto de suas residências, elas poderão contar com um pouco mais de segurança”, acrescenta.

****

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.