|
  • Bitcoin 99.517
  • Dólar 5,2298
  • Euro 5,4781
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 08/03/2022, 15:54

Entregadores recebem orientações sobre segurança no trânsito

Parceria da Prefeitura de Londrina com plataforma de delivery busca reduzir riscos de acidentes para quem trabalha com moto

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 08 de março de 2022

Pedro Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
menu flutuante

Nesta terça (8) e quarta-feira (9), cerca de 40 motociclistas que trabalham em Londrina numa empresa do ramo de entrega de alimentos pela internet estão recebendo capacitação sobre cuidados no trânsito e primeiros socorros. A ação acontece no Tiro de Guerra, na zona leste, e faz parte de uma parceria da plataforma com a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), que desde o ano passado tem ministrado curso de direção defensiva para quem tem moto. 

Segundo a companhia, 66% dos acidentes registrados na cidade têm, pelo menos, um motociclista envolvido. “Cresceu muito nos últimos anos o trabalho de entrega por parte dos motociclistas, que estão muito vulneráveis no dia a dia. Esse curso vem ajudar a divulgar a segurança que os motociclistas precisam ter”, destacou Sérgio Dalbem, diretor de Trânsito da CMTU. No ano passado, o órgão registrou 61 mortes no trânsito de Londrina, sendo que em 46% dos casos as vítimas foram motociclistas. 

A atividade conta com formação teórica e aulas práticas. “Os administradores do curso são agentes de trânsito que vivem sobre motocicleta, passam pelos mesmos problemas e riscos de outros motociclistas, de forma geral. Eles também atendem acidentes quando se deparam ou são chamados pela central e têm conhecimento das técnicas de pilotagem. Acreditamos que com o curso vai melhorar a segurança dos motociclistas em seus deslocamentos”, pontuou. 

Entregadores também tiveram demonstrações práticas em uma pista simulada Entregadores também tiveram demonstrações práticas em uma pista simulada
Entregadores também tiveram demonstrações práticas em uma pista simulada |  Foto: Pedro Marconi - Grupo Folha
 

Paloma Andrea Laureano trabalhava como manicure, mas há cerca de um ano resolveu entrar para o aplicativo de delivery. “Estava desempregada e já tinha moto e fazia atendimentos domiciliares, então, rodava a cidade”, relembrou. Recentemente ela sofreu um acidente de trânsito e ficou alguns dias afastada da função. Por isso, viu no curso a oportunidade de aprender mais sobre as ruas. “É um curso rápido e as noções que eles passam aqui vão fazer a diferença na hora de trabalharmos. É importante”, avaliou. 

Entregador da plataforma de comida desde 2017, Ayslan Henrique Deodato ainda é gestor numa empresa que realiza entregas de moto. Ele também já se envolveu em acidente e sabe bem o valor de andar com segurança e cuidado. “A consciência precisa ser de todos. Do motociclista, que não pode ficar andando em corredor e precisa seguir as leis, e do motorista, respeitando o espaço do outro e tendo atenção”, elencou. 

No final da capacitação, cada participante ganhará um capacete personalizado que o identificará como “Anjo de Capacete”, além de equipamentos básicos de primeiros socorros, jaqueta, kits de segurança e o certificado de formação.  

SALVANDO VIDAS 

De acordo com Thales Vieira, coordenador do projeto desenvolvido pelo Ifood, a empresa já formou mais de 500 motociclistas em todo o Brasil. “Fizemos uma pesquisa recente com alguns dos formados e percebemos a alta taxa de entregadores que participaram de resgates em acidentes de forma voluntária. Isso é muito importante, porque o primeiro contato com o acidentado pode salvar uma vida, até mesmo antes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegar”, comentou. 

GRATUITO 

O curso elaborado pela CMTU segue ofertado gratuitamente às pessoas que pilotam moto e já têm carteira de habilitação. O treinamento conta com módulos práticos e teóricos e tem como principal objetivo reduzir o número de acidentes e mortes neste público. A partir de agora, as “aulas” serão no Tiro de Guerra e não mais no autódromo internacional Ayrton Senna. 

O interessado precisa fazer a inscrição e escolher o dia e horário pelo site da companhia (cmtu.londrina.pr.gov.br). 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.