Depois de MP, juíza pede prioridade na vacinação de conselheiros tutelares


Rafael Machado - Grupo Folha
Rafael Machado - Grupo Folha

 

A juíza da Vara da Infância e Juventude de Londrina, Camila Tereza Gutzlaff Cardoso, engrossou o coro para que o prefeito Marcelo Belinati (PP) inclua os conselheiros tutelares nos grupos prioritários da vacinação contra a Covid-19. A FOLHA mostrou que este mesmo pedido já foi feito pelo Ministério Público. O requerimento é de autoria da promotora Josilaine Aleteia de Andrade. A cidade tem 25 profissionais que atuam 24 horas por dia. 

 

Depois de MP, juíza pede prioridade na vacinação de conselheiros tutelares
Arquivo FOLHA
 





No ofício de 30 de março, a magistrada lembrou que o Conselho Tutelar "não parou em nenhum momento durante toda a pandemia, tratando-se de serviço essencial para proteção das crianças e adolescentes". Cardoso cita que os trabalhadores "encontram-se em grave risco de contaminação, uma vez que realizam visitas domiciliares constantes e atendimento às famílias que estão infectadas pela doença", comentou. 



O documento foi encaminhado para a Secretaria Municipal de Saúde nesta terça-feira (6). O Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina informou que a solicitação dos conselheiros foi enviada à Sesa (Secretaria Estadual de Saúde). 



REALIDADE

Ainda em março, conselheiros da região sul relataram ao Ministério Público o risco que correm diariamente. O grupo descreveu uma ocorrência atendida pelo plantão em que um adolescente foi apreendido. A Polícia Civil acionou o Conselho Tutelar para localizar a família do menor. Ao chegar na casa do suspeito, a plantonista foi informada que a avó dele estava com Covid-19.


Contactado, o delegado teria proibido a ida dos familiares na Central de Flagrantes por conta da possibilidade de contaminação. No final, a mãe acabou pegando o garoto no plantão policial.   



Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo