BALANÇO DO PREJUÍZO -

Defesa Civil registra 163 ocorrências pelo temporal e imóveis seguem sem energia

Maioria das solicitações ao órgão foi por lona em razão de destelhamentos

Pedro Marconi - Grupo Folha
Pedro Marconi - Grupo Folha

 

Quase 60 árvores caíram com a força dos ventos
Quase 60 árvores caíram com a força dos ventos | Roberto Custódio - Grupo Folha
 


A Defesa Civil de Londrina contabilizou 163 ocorrências na terça-feira (14), resultado do temporal que atingiu a cidade e provocou diversos transtornos e prejuízos. Das ocorrências, 103 foram de solicitações de lona em razão de destelhamentos. Caíram 59 árvores e também foi solicitada uma vistoria em imóvel por conta de estragos. 


De acordo com a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, o maior número de destelhamentos foi na zona norte, na região da ocupação Aparecidinha. O Simepar registrou rajadas de vento que chegaram a 62 quilômetros por hora na tarde de terça. 


Também foram registrados 19 bloqueios em vias, dos quais 12 foram parciais e sete totais. “Os estragos causados pela chuva foram registrados pelo órgão para fins de análise e possíveis providências por parte do poder público”, destacou a coordenadoria. 


Na terça-feira, Londrina ficou com aproximadamente 25 mil imóveis sem energia elétrica. Na manhã desta quarta (15) ainda havia dois mil imóveis no escuro na cidade. Na região são outros dois mil, sendo mil em Rolândia e o mesmo número em Cambé. A Copel informou que equipes de outras localidades e que não tiveram problemas com as chuvas vão reforçar nos reparos.


Já o abastecimento de água foi normalizado em todo o município ainda durante a noite de terça. Outro problema gerado pelo temporal foi no trânsito. Diversos semáforos apresentaram problemas e interrupção de serviço. A maioria relacionada à falta de energia. 


A CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) indicou que 18 semáforos apresentaram algum tipo de dano. "As equipes seguem trabalhando, em força-tarefa, até que todos os danos sejam reparados. Pedimos a compreensão dos motoristas e atenção redobrada", destacou a companhia.


Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo