VACINAÇÃO -

Covid: tire suas dúvidas para o cadastro de grupos com comorbidades

Pacientes precisam de atestado médico, exceto aqueles acompanhados nas UBSs, e devem entregar os formulários preenchidos nas escolas municipais

Micaela Orikasa - Grupo Folha
Micaela Orikasa - Grupo Folha

 

Covid: tire suas dúvidas para o cadastro de grupos com comorbidades
Emerson Dias/N.Com
 


Para fazer o cadastro para a vacinação contra Covid-19, as pessoas com mais de 18 anos e menos de 59 devem acessar o portal da prefeitura e clicar na aba “Cadastro prévio – vacinação contra Covid-19 – pessoas com comorbidades”, localizada no canto inferior direito da tela.  



Em seguida, é preciso inserir o número do CPF no campo específico para isso e ler as orientações sobre as comorbidades contempladas pela campanha e contraindicações da vacina.  O próximo passo é selecionar a comorbidade apresentada pelo paciente e, na tela que se segue, preencher os dados pessoais.



Ao final do cadastramento, serão reforçadas as orientações sobre as comorbidades inclusas no plano e estará disponível um formulário de atestado médico. 



FORMULÁRIOS 



Todas as pessoas que são acompanhadas por médicos de ambulatórios especializados, da iniciativa privada ou saúde suplementar, precisam que o médico ateste a comorbidade.  “É necessário imprimir dois formulários. O primeiro que será preenchido pelo médico e o segundo para o protocolo de entrega. Esse último deverá ser colado no envelope e entregue nas escolas municipais que farão o encaminhamento à secretaria de Saúde. No envelope deve conter além da declaração médica, a fotocópia simples do RG, CPF e comprovante de residência”, detalhou.

  


ACOMPANHAMENTO 



As pessoas que são acompanhados dentro das comorbidades na rede de saúde do município como, por exemplo, os diabéticos que pegam insulina, remédio ou fita de glicemia nas UBSs, não precisam solicitar o relatório médico.  Basta fazer o cadastro que a secretaria de Saúde irá atualizar o cadastro automaticamente, com base nas informações do prontuário. O mesmo vale para pessoas com hipertensão severa, que também pegam medicamentos nas unidades.  

 


“Estamos utilizando uma linha de corte de todos os pacientes que são acompanhados nas UBSs, a partir de janeiro de 2020. Ou seja, todo mundo que fez uso dos serviços nas unidades de saúde a partir desta data, nas comorbidades elencadas pelo plano de imunização, o cadastro será atualizado. Se isso não ocorrer dentro de 15 dias, é preciso procurar a UBS de referência para verificação”, explicou.  



A estimativa é de que 25 mil pessoas com mais de 18 anos e menos de 59 anos estejam dentro do grupo de comorbidades. A abertura do cadastro prévio para este público teve início na noite de segunda-feira (26) e até às 9h desta terça (27), a prefeitura já havia recebido 6.200 cadastros. (Com N.Com) 

 


Serviço: Em caso de dúvidas, procure seu médico ou entre em contato com a UBS de referência. Informações também constam nas redes sociais da Secretaria Municipal de Saúde e pelo Disque Coronavírus 0800-400-1234, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. 



Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.



Leia mais: Gestantes entram no grupo prioritário para vacinação contra Covid

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo