Moradores e comerciantes que capricharem na decoração de Natal deste ano poderão ganhar prêmios em Londrina. O concurso faz parte da campanha natalina “Brilha Londrina”, que começa oficialmente em 23 de novembro e vai até seis de janeiro. A proposta da prefeitura, junto com a iniciativa privada, é gratificar os primeiros, segundos e terceiros lugares – tanto de imóveis, quanto de lojas – com vouchers em um shopping da cidade, geladeiras com bebidas e pacotes turísticos de rotas regionais.

Lago Igapó terá novamente árvore iluminada de 25 metros
Lago Igapó terá novamente árvore iluminada de 25 metros | Foto: Vivian Honorato/PML/Arquivo

As pessoas que quiserem concorrer terão que fazer a inscrição em um site, que deverá ser lançado nos próximos dias. “A intenção é de que seja sempre do lado de fora, nas vitrines e fachadas das casas, para que as pessoas possam parar, tirar foto, fazendo a circulação da população na cidade”, destacou Herika Galli, presidente do Londrina Convention Bureau. A escolha dos primeiros colocados, incluindo prédios e condomínios, será feita por meio de uma banca de jurados.

A ideia para a celebração deste ano também contempla uma Vila de Natal no centro, com casa do Papai Noel na Praça da Bandeira; feira de design, artesanato e gastronomia na Concha Acústica; cantatas; museus com mostra para a população; e até um parque de diversões na praça Tomi Nakagawa.

Outra novidade é um city tour, em parceria com uma empresa de ônibus, para mostrar as atrações natalinas, como pontos enfeitados. Os ônibus irão circular todas as noites, de 24/11 a 18/12, com saídas às 18h30 e 20h45 da Alameda Miguel Blasi. “Estamos finalizando o acordo com a empresa de viação para ver se o passaporte será gratuito ou um quilo de alimentos”, explicou.

PEDALINHO

Uma árvore iluminada de 25 metros será montada no Igapó dois, onde outra atração prevista é um show de “águas dançantes”. A promessa do poder público é de que os pedalinhos estarão funcionando até o final do ano. “Temos conversado com a empresa para que neste final de ano tenhamos, pelo menos, 12 pedalinhos rodando no lago e atendendo a população de Londrina e região”, garantiu o presidente do Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina), Bruno Ubiratan.

O projeto completo do pedalinho prevê uma lanchonete com banheiros às margens do lago, plataforma flutuante, pedalinhos em formato de cisne, caiaques individuais e stand up paddle. Uma empresa com sede em Santa Catarina venceu a licitação.

RETORNO FINANCEIRO

A prefeitura está gastando com a decoração de Natal e o show das “águas dançantes” cerca de R$ 1,7 milhão, montante defendido pelo prefeito Marcelo Belinati. “É uma união de toda a cidade de Londrina, com o poder público investindo na decoração natalina e as entidades do turismo e hotelaria também fazendo vários investimentos. O Natal renova a esperança das pessoas e atrai gente de toda a região, movimentando a economia. A pessoa fica no hotel, gasta na lanchonete, táxi, transporte por aplicativo, restaurante, shopping, comércio”, pontuou.

A expectativa da Codel é de que a campanha reverta de 15 a 20 vezes o dinheiro investido aos cofres do município com ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço) e ISS (Imposto Sobre Serviços). “Também vai fomentar o setor de empregos”, frisou Bruno Ubiratan. Além do Igapó, sete locais espalhados pela cidade deverão contar com ornamentação especial, principalmente praças e rotatórias. Os lugares ainda não foram definidos.

No ano passado, a despesa da prefeitura com o Natal foi mais tímida em razão da pandemia de coronavírus, ficando em R$ 780 mil.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.