CONTRA COVID-19 -

Cambé, Ibiporã e Arapongas reorganizam o calendário de vacinação

Municípios da região de Londrina planejam a retomada da imunização da população em geral contra a Covid, a inclusão de adolescentes com comorbidades e o início da terceira dose em idosos nos asilos

Micaela Orikasa - Grupo Folha
Micaela Orikasa - Grupo Folha

 

Cambé, Ibiporã e Arapongas reorganizam o calendário de vacinação
Américo Antonio/SESA
 


Muitos municípios paranaenses tiveram que interromper a aplicação da primeira dose de imunizantes contra a Covid-19 nos últimos dias, com o atraso no envio de novos lotes de vacinas. Neste cenário, cidades da região metropolitana de Londrina, como Cambé, Ibiporã e Arapongas tiveram que reorganizar o calendário de vacinação, aplicando apenas a segunda dose.  


Com uma nova remessa de vacinas enviadas ao Paraná no início desta semana, os municípios estão aos poucos, retomando a aplicação da primeira dose e esperam em breve dar início à imunização de idosos, acima de 70 anos e que vivem em asilos, assim como a dos adolescentes (entre 12 e 17 anos) com comorbidades.   


O Paraná recebeu entre segunda (13) e quarta (15) um total de 366.210 vacinas contra a Covid-19, da Pfizer. Deste total, 303.030 são destinadas exclusivamente à primeira dose para a população geral acima de 18 anos. As doses já começaram a ser enviadas às 22 RS (Regionais de Saúde). A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) divulgou que, em relação ao lote enviado ontem, aguarda o informe técnico do Ministério da Saúde para confirmar se os imunizantes serão destinados à primeira ou segunda dose.  

 

 

Cambé, Ibiporã e Arapongas reorganizam o calendário de vacinação
Divulgação/Prefeitura de Ibiporã
 



IBIPORà

Com o recebimento de 2.946 doses, Ibiporã deverá retomar a partir desta sexta (17) a vacinação da primeira dose na população geral a partir de 18 anos. A cidade vacinou até o momento 95,7% da população acima de 18 anos com a primeira dose.  


O próximo passo é começar a aplicar o reforço (terceira dose) em idosos acima de 70 anos, que vivem em ILPIs (Instituições de Longa Permanência) e que já completaram seis meses do esquema vacinal, ou seja, que já tomaram as duas doses. “Inicialmente, o planejamento previa o início dessas aplicações na segunda quinzena de setembro, mas com a interdição dos lotes da Coronavac pela Anvisa, no início do mês, isso terá que ser reprogramado”, afirma. 


Ibiporã também se prepara para vacinar adolescentes de 12 a 17 anos, com comorbidades ou deficiência permanente. A estimativa da secretaria municipal de Saúde é de que este público seja formado por aproximadamente 200 adolescentes.  


“Recebemos esta semana as doses para continuar 18 mais e a orientação da Sesa é de que, assim que os municípios estiverem finalizados o público de 18 anos, poderão dar início à vacinação de adolescentes com comorbidades, mas a data de abertura para agendamento dependerá da chegada de doses no município e das orientações do Ministério da Saúde e Sesa”, diz. 


CAMBÉ 

As novas doses para que Cambé possa avançar na vacinação da população geral a partir de 19 anos, já chegaram ao município, segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Cambé, Simone Lopes.   “Estamos organizando o calendário para que neste final de semana ou no início da semana que vem, abrir a vacinação para o público de 18 anos. Na quarta (15), já fizemos campanha para população de 19 anos mais e vacinamos mais de 1.600 pessoas com a primeira dose”, afirma.  


Com pouco mais de 107 mil habitantes, Cambé já imunizou 90% da população com, pelo menos, a primeira dose. Considerando a imunização completa, isto é, pessoas que receberam dose única ou duas doses dos imunizantes, esse número chega a 48%.  


Lopes explica que com o término da vacinação da população geral acima de 18 anos, a cidade deve aplicar a dose de reforço (terceira dose) em idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos. “Com certeza iremos iniciar com os idosos das Instituições de Longa Permanência. Ainda estamos levantando o número de pessoas que se encaixam nesse grupo”, diz Lopes, adiantando que a  mesma busca de dados está sendo feita no público de adolescentes com comorbidades. 


 

Cambé, Ibiporã e Arapongas reorganizam o calendário de vacinação
Divulgação/Secretaria de Saúde de Cambé
 


Nesta sexta (17), as equipes de saúde vão aplicar a segunda dose para a população geral e para os portadores de comorbidades vacinados com a Pfizer ou com a AstraZeneca até o dia 25 de junho. No sábado (18), a segunda dose vai estar disponível para os profissionais da saúde e da educação que receberam a primeira dose da Pfizer ou da AstraZeneca até o dia 25 de junho. 



 Leia também: Londrina vacina população de 18 anos e promove Balada da Vacina



ARAPONGAS 

Os idosos com mais de 70 anos que estão nas três ILPIs de Arapongas e que já completaram mais de seis meses do recebimento da segunda dose, já estão recebendo a terceira dose dos imunizantes contra a Covid-19. Até o momento, já foram imunizados 41 idosos com a dose extra. A assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal informou que os demais idosos destas instituições “serão vacinados com a 3ª dose conforme forem completando 6 meses após o recebimento da 2ª dose”, mas não deu detalhes de quantos idosos ainda devem receber o reforço.   

O secretário municipal de Saúde, Moacir Paludetto Jr., está em Curitiba e não pôde atender às ligações para comentar sobre a vacinação em Arapongas.  Ao todo, o município já aplicou 127.461 doses, sendo 89.094 pessoas que receberam a primeira dose; 35.001 a segunda dose e 3.366 pessoas vacinadas com doses únicas. 


 

Cambé, Ibiporã e Arapongas reorganizam o calendário de vacinação
Divulgação/Prefeitura de Arapongas
 


Assim como Cambé e Ibiporã, Arapongas está com um baixo estoque de doses da vacina da Astrazeneca (pouco mais de 200 doses). Sendo assim, desde segunda-feira (13), estão sendo aplicadas apenas as segundas doses nas pessoas acima dos 60 anos e que já completaram três meses do recebimento da 1ª dose.  


As pessoas com menos de 60 anos e que já completaram três meses do recebimento da 1ª dose, deverão aguardar novas orientações do município. Também estão sendo aplicadas as segundas doses do imunizante da Pfizer, com o seguinte calendário:  


- Quem tomou a primeira dose entre os dias 11 e 12/07, poderá tomar a segunda dose nesta quinta-feira (16);

- Quem tomou a primeira dose no dia 13/07, poderá tomar a segunda dose no dia 17/09;

 - Quem tomou a primeira dose entre os dias 14/07 e 20/07, poderá tomar a segunda dose no dia 20/09; 



Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo