USO INDIVIDUAL -

Anvisa recomenda que cada pessoa tenha cinco máscaras

Mesmo com o acessório, é essencial manter distância de mais de um metro de outra pessoa e cumprir todas as demais medidas de segurança

Micaela Orikasa - Grupo Folha
Micaela Orikasa - Grupo Folha

 

Ao que tudo indica, toda a população deverá utilizar máscaras de contenção por tempo indeterminado para reforçar a prevenção do Covid-19. Em Londrina, o prefeito Marcelo Belinati  afirmou em transmissão online neste sábado (11), o uso obrigatório de máscaras em todo os ambientes fechados da cidade, como transporte público, estabelecimento comerciais e prédios públicos com a retomada gradativa das atividades comerciais (a partir do dia 15 de abril).


.
. | Emerson Dias/N.Com
 


O decreto  Nº 457 publicado no Diário Oficial neste sábado, estabelece que a partir de quarta-feira (15),  nenhum cidadão poderá adentrar as dependências de qualquer prédio público ou utilizar de qualquer serviço público, inclusive aqueles prestados por terceiros, caso não esteja fazendo correto uso de máscara.



"Se vamos retornar de forma gradativa nossas atividades econômicas, nós temos que ampliar as medidas de segurança", explicou o prefeito. "É a máscara de contenção, de pano, não é a máscara de hospital, porque a máscara de hospital tem que estar na unidade", acrescentou.  


De acordo como o MS (Ministério da Saúde) pessoas com quadro de síndrome gripal que estiver em isolamento domiciliar, deve continuar usando preferencialmente máscara cirúrgica. O mesmo vale para o cuidador mais próximo dessa pessoa, quando estiver no mesmo ambiente da casa.


Para garantir a efetividade das máscaras como uma barreira de proteção contra o vírus Sars-CoV-2, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estabeleceu e divulgou orientações para o uso de máscaras faciais de uso não profissional.  


O texto foi publicado no dia 03 de abril e cita que qualquer pessoa pode fazer uso, inclusive crianças e pessoas debilitadas, desde que respeitadas a tolerância (máximo de 3 horas), o ajuste (devendo cobrir totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais) e a higiene do material. 


Além disso, é importante lembrar que o uso de máscaras não elimina os demais cuidados de prevenção, como a higiene correta das mãos, a etiqueta respiratória e principalmente, manter distância de mais de 1 (um) metro de outra pessoa. 


Cuidados 


Como todo mundo deverá usar máscaras para sair de casa, projetos sociais, grupos de voluntários, empresas e a população em geral tem trabalhado na confecção do acessório com tecido. O próprio MS elaborou um vídeo com o passo a passo para a produção, divulgado nas redes sociais.


Os tecidos recomendados para utilização como máscara são (em ordem decrescente de capacidade de filtragem de partículas virais): a) tecido de saco de aspirador; b) cotton (composto de poliéster 55% e algodão 45%); c) tecido de algodão (como camisetas 100% algodão) e d) fronhas de tecido antimicrobiano.


De acordo com a Anvisa, cada pessoa deve ter em torno de cinco máscaras de uso individual. As confeccionadas com tecidos podem ser lavadas e reutilizadas regularmente, mas recomenda-se evitar mais que 30 lavagens.  


É recomendável que o produto manufaturado tenha 3 camadas: uma camada de tecido não impermeável na parte frontal, tecido respirável no meio e um tecido de algodão na parte em contato com a superfície do rosto. 


A Anvisa orienta também que as pessoas façam um molde em papel de forma no qual o tamanho da máscara permita cobrir a boca e nariz, e seguir as orientações de higiene durante a confecção e uso das máscaras faciais.  


“Limpe as superfícies de trabalho com um produto para desinfecção, como preparação alcoólica a 70% ou hipoclorito de sódio a 1%. Após a confecção da máscara de pano é importante que a mesma seja lavada com água e sabão e passada com o ferro quente. Para minimizar os riscos de alergias, não use essências ou perfumes.” (Colaborou Lais Taine) 


Atenção 

O uso de máscaras deve ser combinado com medidas preventivas: 

 

-Higienizar as mãos; 


-Adotar as medidas de higiene respiratória/etiqueta da tosse: se tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com cotovelo flexionado ou lenço de papel; 


-Utilizar lenço de papel descartável para higiene nasal (descartar imediatamente após o uso e realizar a higiene das mãos); 


-Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca e realizar a higiene das mãos com água e sabonete ou preparação alcoólica a 70%; 


-Limpe e desinfete as superfícies frequentemente tocadas diariamente - mesas, maçanetas, interruptores de luz, bancadas, mesas, telefones, teclados, banheiros, torneiras, pias, etc. Se as superfícies estiverem sujas, limpe-as com detergente ou sabão e água antes da desinfecção; e para desinfetar, use produtos domésticos comuns registrados na Anvisa e apropriados para a superfície; 


Siga as instruções de lavagem: 



1. A máscara deve ser lavada separadamente de outras roupas;  


2. Lavar previamente com água corrente e sabão neutro;  


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias