|
  • Bitcoin 137.779
  • Dólar 4,7311
  • Euro 5,0812
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 23/03/2022, 19:20

Vacinação contra a gripe em São Paulo começa no domingo (27) (2)

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 23 de março de 2022

CARLOS PETROCILO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo começará no próximo domingo (27) a campanha de vacinação contra a gripe. Inicialmente, a dose ficará disponível para idosos com 80 anos ou mais. No mesmo dia, haverá uma força-tarefa para acelerar a imunização contra a Covid-19, segundo o governador João Doria (PSDB).

O "domingão da vacinação", como foi batizado o dia pela equipe do tucano, terá 5.000 unidades básicas de saúdes abertas nos 645 municípios, das 7h às 19h.

A ideia é imunizar mais crianças de 5 a 11 anos contra a Covid. Até o início da tarde desta quarta-feira (23), 75,8% desse público havia recebido a primeira dose, porém apenas 34,6% tinha o esquema vacinal completo. Estima-se que 800 mil já poderiam ter recebido a segunda dose.

Uma pesquisa da Fundação Seade apontou que 34% dos pais e responsáveis afirmaram que não levaram os filhos para vacinar por falta de tempo.

"[No dia 27] vamos principalmente vacinar crianças de 5 a 11 anos [contra a Covid-19], proceder com a quarta dose para pessoas com mais de 80 anos, além daquelas que, eventualmente, não tomaram a sua dose", disse Doria. "Nesse mesmo dia, vamos antecipar o início da vacinação contra a gripe, que está prevista para começar em todo o Brasil no dia 4 de abril."

De acordo com Regiane de Paula, coordenadora-geral do Programa Estadual de Imunização, a população poderá com mais de 80 anos poderá receber, no mesmo dia, tanto doses contra a gripe e contra a Covid-19.

"O domingão da vacinação é uma oportunidade para que toda a família possa tomar a sua dose. Os municípios terão ações especiais para a aplicação da segunda dose nos faltosos, além de ampliar a cobertura vacinal da terceira e quarta dose de Covid-19", afirmou Paula.

Em São Paulo, a campanha de vacinação contra a gripe será aberta, em 4 de abril, para o público com mais de 60 anos. Depois, em 2 de maio, poderão ser vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos, além de gestantes e puérperas.

A partir de 9 de maio, será a vez da população indígena, quilombolas, professores, pessoas com deficiências e pessoas com comorbidades.

A imunização ficará disponível, a partir de 16 de maio, para profissionais da segurança pública, caminheiros, portuários, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

A expectativa é que a imunização contra a gripe ajude a prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença e mortes, além de minimizar a carga da doença, reduzindo nos grupos prioritários os sintomas que podem ser confundidos com o coronavírus.

A vacinação também tem o objetivo de evitar sobrecarga nos serviços de saúde.

O início da campanha de vacinação contra a gripe no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, será no dia 4 de abril. Serão distribuídas 80 milhões de doses da vacina influenza para todo o país.

A campanha acontecerá em duas etapas. A primeira, que ocorre de 4 de abril a 2 de maio, irá contemplar idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores de saúde. Outros grupos receberão a vacina na segunda etapa, que ocorrerá de 3 de maio a 3 de junho.

O dia D de mobilização nacional está previsto para o dia 30 de abril. A previsão é que a campanha termine no dia 3 de junho.

A vacina Influenza trivalente utilizada pelo SUS é produzida pelo Instituto Butantan. Ela é composta pelos vírus H1N1, a cepa B e o H3N2, do subtipo Darwin. Esse subtipo foi o responsável pela epidemia de gripe fora de época que atingiu São Paulo, Rio de Janeiro e outros estados no fim de 2021 e início de 2022.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, neste ano foram registrados 925 casos e 120 mortes por Srag (Síndrome Respiratória Grave) por Influenza no estado.

A pasta do governo Doria afirma ter contabilizado em 2021 um total de 2.031 casos e 71 mortes pela doença, sendo que 85% dos registros e 77% dos óbitos foram concentrados nos meses de novembro e dezembro, quando surgiu a nova cepa.

Na cidade de São Paulo, neste mês de março, até o dia 21, foram contabilizados 150 casos de Srag, conforme números da Secretaria Municipal da Saúde. Em janeiro ocorreram 6.889 notificações de início de sintomas.

No total, 13,1 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe no estado de São Paulo, no ano passado, na campanha do Ministério da Saúde.

*

CALENDÁRIO DA VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

27 de março

Idosos acima de 80 anos

4 de abril

Idosos acima de 60 anos e trabalhadores da saúde

2 de maio

Crianças acima de 6 meses a menores de 5 anos de idade, gestantes e puérperas

16 de maio

Profissionais das equipes de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo, portuários, população privada de liberdade e jovens sob medidas socioeducativa