|
  • Bitcoin 122.956
  • Dólar 5,0972
  • Euro 5,1780
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 24/02/2022, 12:30

Ucranianos, como Clarice Lispector, se destacaram na cultura do Brasil; veja nomes

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na mais grave crise militar na Europa desde a Segunda Guerra Mundial, o presidente russo Vladimir Putin anunciou na madrugada desta quinta-feira (24) a invasão sobre a Ucrânia, explodindo um conflito que vinha há tempos corroendo a relação entre os dois países.

Alvo de bombas lançadas pelas forçar russas, a Ucrânia, no entanto, tem uma relação muito menos tensa com o Brasil, onde vivem cerca de 600 mil ucranianos atualmente, o que representa a quarta maior comunidade do mundo.

Com uma longa tradição de imigrantes ucranianos, o Brasil deve ao país do leste europeu alguns de seus nomes mais notáveis no campo da cultura.

De Clarice Lispector a Warchavchik, veja abaixo alguns dos artistas e intelectuais descendentes de ucranianos que fizeram grandes contribuições à cultura brasileira.

Clarice Lispector

Uma das maiores escritoras brasileiras de todos os tempos, a artista nasceu na aldeia ucraniana de Chechel'nyk, em 1920. Aos seis anos, a futura autora de "A Hora da Estrela" e "Perto do Coração Selvagem" se mudou para o Brasil, primeiro para morar no Recife e em seguida no Rio de Janeiro. A autora morreu em 1977.

Adolpho Bloch

Empresário dono das empresas Bloch e da Rede Manchete de rádio e TV, Adolpho Bloch nasceu em Kiev, capital da Ucrânia, em 1908 e chegou ao Brasil em 1922 junto com sua família.

Boris Schnaiderman

Professor da USP e um dos maiores tradutores da história do Brasil, Boris Schnaiderman nasceu na cidade ucraniana de Úman, em 1917. Schnaiderman é considerado por seus pares e por estudiosos o pai fundador da tradução de ficção russa no Brasil, responsável pela edição pioneira de autores clássicos e de vanguarda, como Dostoievski, Tolstói e Maiakóvski. Ele morreu em 2016.

Gregori Warchavchik

Revolucionário da arquitetura moderna brasileira, Warchavchik é natural da cidade de Odessa, que se localiza na Crimeia, uma região palco de conflitos entre Rússia e Ucrânia. Após migrar para o Brasil em 1923, Warchavchik divulgou ideias modernistas aplicadas à construção de edifícios e posteriormente realizou trabalhos em parceria com Lucio Costa. Warchavchik morreu em 1972, em São Paulo.