|
  • Bitcoin 124.566
  • Dólar 5,0932
  • Euro 5,2583
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 28/02/2022, 15:50

Ucrânia está usando civis como escudo, diz embaixador da Rússia na ONU

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

RAFAEL BALAGO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

FOLHAPRESS - Em discurso na Assembleia-Geral da ONU nesta segunda-feira (28), o representante russo Vasili Nebenzia voltou a fazer ataques à Ucrânia. Ele acusou o governo chefiado por Volodimir Zelenski de ter atitudes nazistas e genocidas, de mentir sobre os resultados da invasão e de colocar em risco sua própria população.

"O governo da Ucrânia está usando a população civil como escudo", acusou Nebenzia. Após a invasão da Ucrânia, muitos civis foram convocados para lutar junto com o Exército ucraniano para conter o avanço russo.

O embaixador disse que as ações militares não visam atacar áreas civis e acusou o governo da Ucrânia de divulgar notícias falsas sobre danos a cidades. Também afirmou que há uma bolha de desinformação no Ocidente em relação à Rússia, "uma bolha muito difícil de furar".

Nebenzia reafirmou a posição de que o Kremlin decidiu por uma operação militar no país vizinho para proteger a população das áreas separatistas de Donetsk e Lugansk, "que não despertam a simpatia do Ocidente", segundo ele, e também para se defender de supostas ameaças vindas da Ucrânia, como a de que o país estaria buscando obter armas nucleares.

"Para nós, a entrada [da Ucrânia] na Otan é uma linha vermelha", apontou.