Trem entre cidades mineiras inaugurado há 140 anos tem atividades suspensas


MARCELO TOLEDO
MARCELO TOLEDO

RIBERÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - O trem que percorre os trilhos entre as cidades históricas de São João del-Rei e Tiradentes, em Minas Gerais, terá as atividades suspensas a partir desta sexta-feira (11). A maria-fumaça que faz a rota inaugurada há 140 anos por dom Pedro 2º em meio a rios, montanhas e estações que preservam a arquitetura do século 19 sofrerá paralisação devido às restrições provocadas pela pandemia da Covid-19.

A paralisação ocorrerá apenas 41 dias depois de a rota ter sido reaberta pela concessionária VLI, responsável pela manutenção do roteiro. Antes, tinha ficado interrompida outros 48 dias.

Inaugurada em 1881, a rota entre as cidades mineiras foi uma das que contaram com a presença do imperador em suas viagens iniciais, como aconteceu também em outros locais, como no interior paulista.

“O objetivo é resguardar a saúde da comunidade e dos empregados da empresa, em razão do risco de disseminação do coronavírus. A medida atende ao Programa Minas Consciente, do governo estadual, que tornou a onda vermelha mais restritiva”, diz trecho de comunicado da concessionária sobre a suspensão das atividades.

O roteiro contempla 12 quilômetros de travessia por paisagens que apresentam diversidade ecológica, construções que preservam a arquitetura do século 19 e integravam a antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas.

A maria-fumaça, que opera com bitola (distância entre a parte interna dos trilhos) de 76 centímetros, percorre as serras do complexo de São José e tem atrações como a rotunda, equipamento que no passado fazia o giro da locomotiva nas estações para que ela pudesse retornar à estação de origem.

O trajeto entre as cidades é percorrido em 45 minutos.

Ainda não há previsão para o retorno das operações da rota. Passageiros que tinham comprado bilhetes antecipados poderão pedir a remarcação da viagem ou o reembolso do valor.

Em São João del-Rei há um museu inaugurado há 40 anos, e que já estava fechado temporariamente, que conta a história da extinta Estrada de Ferro Oeste de Minas.

A ferrovia teve vida curta. Com dívidas e muitas dificuldades para operar, ela foi liquidada ainda em 1900, 19 anos após a criação, e adquirida pelo governo federal três anos depois.

Em 1931, foi arrendada pelo governo mineiro e passou a fazer parte da RMV (Rede Mineira de Viação).

O acervo do museu abriga a primeira locomotiva utilizada na ferrovia.

Até a interrupção, as viagens estavam disponíveis de sexta-feira a domingo, com partidas às 10h de São João del-Rei e às 11h15 de Tiradentes.

O passeio custa R$ 70 (ida) e R$ 80 (ida e volta). A entrada é gratuita para crianças até 5 anos. Pagam meia-entrada crianças de 6 a 12 anos, estudantes e pessoas acima de 60 anos.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo