|
  • Bitcoin 148.867
  • Dólar 4,8934
  • Euro 5,1668
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 24/02/2022, 12:07

Suspeitos jogam bomba em delegacia para tentar resgatar preso no litoral de SP

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

ALFREDO HENRIQUE
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Suspeitos não identificados arremessaram um explosivo contra um dos muros do 5º DP de Santos, no litoral paulista, perto da carceragem do distrito policial, por volta das 5h desta quinta-feira (24).

Ninguém se feriu ou foi resgatado do local, informa a Polícia Civil.

Às 5h09, um investigador do 5º DP do litoral ligou para a Polícia Militar, relatando ter ouvido um barulho de explosão na lateral da delegacia.

Ao chegar ao local, policiais militares verificaram que, no muro do imóvel, que fica perto da carceragem, havia um pequeno buraco na estrutura. Os agentes ressaltaram, segundo a PM, que ninguém fugiu, reforçando que o caso foi uma suposta tentativa de resgate de preso.

Na carceragem da cidade litorânea está preso, desde a terça-feira (22), um homem suspeito de matar o policial militar Jeferson Chapani Szklarski, em janeiro deste ano na Praia Grande, também no litoral paulista.

Imagens enviadas à Folha mostram o muro com um pequeno buraco, feito após criminosos jogarem um explosivo no local.

Ao menos dois carros, ainda segundo as imagens, estacionados perto do muro, tiveram os vidros quebrados, com a força da explosão.

A SSP (Secretaria de Estado da Segurança Pública) afirmou que a Polícia Civil investiga o caso, incluindo para identificar os suspeitos.

Informações preliminares, segue a pasta, indicam que os criminosos jogaram a bomba de dentro de um carro.

Apesar dos veículos danificados, como mostram as imagens, assim como o muro lateral do distrito, a SSP acrescentou que "não houve danos estruturais", reforçando que nenhum preso fugiu.

Em 30 de novembro de 2020, suspeitos tentaram resgatar sem sucesso presos da carceragem do 1º DP de Guarujá (86 km da capital), também no litoral paulista.

No local havia na ocasião 16 detentos, esperando transferência para o sistema carcerário. Houve troca de tiros e, por fim, o bando suspeito fugiu sem conseguir resgatar nenhum criminoso. Ninguém se feriu na ocasião.

Até a publicação desta reportagem, a SSP não havia informado se algum suspeito por esse caso havia sido preso.

Em 2021, A SAP (Secretaria de Estado da Administração Penitenciária) registrou que 42 presos do regime fechado, assim como 413 do regime semiaberto se evadiram, abandonaram ou não retornaram para o sistema carcerário paulista.

Já no ano anterior, quando em março começou a pandemia da Covid-19, um preso fugiu do regime fechado e outros 13 se evadiram do semiaberto.