|
  • Bitcoin 143.500
  • Dólar 4,8190
  • Euro 5,1465
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 26/03/2022, 21:04

Shantal e Mateus Verdelho curtem Lollapalooza: 'Jovens novamente'

PUBLICAÇÃO
sábado, 26 de março de 2022

TAINÁ GOULART E PAOLA FERREIRA ROSA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO E CAMPINAS, SP (FOLHARPESS) - Depois de uma gravidez de risco e episódios difíceis envolvendo violência obstétrica, Shantal, 33, e Mateus Verdelho, 39, finalmente tiveram um tempo para relaxar. Os pais de Felippo, de 2 anos, e Domênica, de seis meses, receberam um vale night para curtirem o segundo dia de Lollapalooza neste sábado (26).

O casal conta que não tirava um tempo a sós para se divertirem há mais de um ano, e que sente estar voltando a viver. "Para mim foi uma libertação dupla, porque eu fiquei três meses de cama, tive uma gravidez de risco. Não é que eu não saía de casa, igual a maioria das pessoas, eu não saia da cama", explica Shantal.

"Agora, que eu estou parando de amamentar, voltando a trabalhar, fazendo minhas coisas, estou me sentindo viva --é essa a sensação. E poder sair de casa, vir no festival, relembrar como era a gente antes de todos esses acontecimentos... nossa, está muito bom", comemora a influenciadora.

Segundo ela, a sensação de segurança em aproveitar o evento vem da rede de apoio. "Vou ser muito sincera: como a gente deixou as crianças com todos os avós, a gente está bem tranquilo", afirma.

Ao seu lado, Mateus comenta a alegria de voltar a frequentar o festival junto com a mulher. Segundo ele, os dois iam aos shows todos os anos antes da pandemia, e o retorno após longos meses de isolamento social foi marcado por uma nova sensação.

"Eu acho que ela estava mais ansiosa para sair para qualquer outro lugar do que ir em evento em si, mas é legal para a gente rever várias pessoas, vários amigos, muita gente conhecida que a gente não via há tanto tempo... aí a gente tem a sensação de ser jovens novamente", diz.

Ele conta que pretendia assistir ao show do Foo Fighters no domingo (27), e que foi surpreendido pela morte de Taylor Hawkins, baterista da banda encontrado morto na Colômbia na sexta-feira (25).

"Eu não sou muito de acompanhar frequentemente, mas tem algumas músicas que são clássicas, que marcaram algum momento, e eu queria ouvir. Inclusive, um brother meu tinha me chamado para assistir esse show junto com ele, e amanhã é aniversário dele. Aí eu falei: 'mano, vamo', mas infelizmente aconteceu isso", lamenta.