|
  • Bitcoin 140.026
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1182
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 31/03/2022, 08:58

Secretário que 'pediu as chaves' da Cinemateca entra no lugar de Mario Frias

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 31 de março de 2022

JOÃO PERASSOLO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Hélio Ferraz de Oliveira é o novo secretário especial da Cultura do governo Bolsonaro. Ele era secretário adjunto de Mario Frias, que deixa o cargo nesta quinta-feira (31), depois de quase dois anos à frente da pasta, para se lançar candidato a deputado federal por São Paulo.

A nomeação de Oliveira foi publicada no Diário Oficial da União e é assinada pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele era um dos cotados para assumir o lugar de Frias.

Oliveira é um nome menos popular fora do governo, mas algo conhecido por ter ido junto com a Polícia Federal pedir as chaves da Cinemateca Brasileira, no momento em que o governo tomou posse da instituição, em agosto de 2020. Naquela ocasião, ele ocupava o cargo de secretário nacional do audiovisual substituto.

De acordo com seu currículo disponível no site do governo e preenchido à mão, ele se graduou em direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas, em 2009, e se especializou em direito de família e sucessões, além de ter feito uma extensão em direito imobiliário.