|
  • Bitcoin 144.201
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1549
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 14/03/2022, 18:02

São Thomé das Letras (MG) acusa cidade de despejar morador de rua em seu território

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 14 de março de 2022

ISAC GODINHO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

CONSELHEIRO LAFAIETE, MG (FOLHAPRESS) - A cidade de São Thomé das Letras (MG) acusou neste domingo (13) a prefeitura de Extrema, também no estado, de ter usado uma van para mandar moradores de rua para o município.

De acordo com a nota da gestão de São Thomé, as câmeras de segurança da cidade registraram o veículo deixando três adultos na entrada da cidade por volta das 16h da última sexta-feira (11). O texto afirma ainda que Extrema não avisou a assistência social local sobre a ação.

A prefeitura de Extrema, por sua vez, negou que as três pessoas tenham sido despejadas na outra cidade.

De acordo com Giovanna Sarto, secretária de assistência social de Extrema, o grupo chegou ao município na quinta (10), depois de deixar São Paulo. Eles relataram ao serviço social que teriam parentes em uma zona rural entre Três Corações e São Thomé das Letras e pediram ajuda para ir até lá.

A prefeitura forneceu então um carro do município para leva-los. Ao chegarem em São Thomé, sem encontrar os familiares, a equipe responsável sugeriu que todos retornassem para Extrema.

No entanto, as pessoas se recusaram a voltar e disseram que desceriam ali e procurariam pelos parentes na região. A equipe teria tentado convencê-los a retornar, mas não obteve sucesso.

Ao Departamento de Desenvolvimento Social de São Thomé, as três pessoas afirmaram que acamparam na entrada da cidade porque não tinham onde ficar. A gestão disse ainda que tentou entrar em contato com a administração de Extrema, mas não obteve respostas.

No sábado (12), os serviços de assistência social das duas cidades conseguiram conversar e a prefeitura de Extrema se comprometeu a buscar as três pessoas na manhã do dia seguinte. Segundo Giovanna Sarto, não houve a intenção de deixá-los na entrada da cidade.

Ainda de acordo com ela, a nota de repúdio da prefeitura de São Thomé das Letras foi publicada quando uma equipe já estava a caminho para buscar as três pessoas.

A prefeitura de São Thomé afirma que houve falha de comunicação entre as cidades. Atualmente, os três moradores estão em um espaço de acolhimento da prefeitura de Extrema. Segundo a secretária, a equipe está em contato com eles e tentando localizar familiares.