|
  • Bitcoin 149.734
  • Dólar 4,9529
  • Euro 5,2193
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 25/02/2022, 23:07

São Paulo teve alta de roubos e furtos em janeiro

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dados sobre a criminalidade em janeiro deste ano no estado de São Paulo e na capital paulista indicam que o primeiro mês de 2022 superou o do ano passado em furtos e roubos.

Furto é a tomada de um bem material sem que haja violência ou ameaça contra a vítima. Já o roubo consiste em um ato de subtrair um bem material de outra pessoa por meio de violência ou ameaça.

Informações da Secretaria Estadual da Segurança Pública, divulgadas nesta sexta-feira (25), indicam o registro de 42.550 furtos em geral no estado em janeiro deste ano. Isso representa alta de 21,7% em relação aos 34.960 crimes do tipo registrados no mesmo período do ano passado.

Em janeiro de 2020, foram registrados 43.791 furtos em geral no estado. Assim, de 2020 para 2021, houve uma queda de 20%.

Vale lembrar que no primeiro mês de 2020 não havia começado ainda a pandemia da Covid-19, que contribuiu para a queda de alguns crimes. Essas infrações voltaram a registrar alta conforme flexibilizações sanitárias foram ocorrendo em São Paulo, fazendo com que o fluxo de pessoas voltasse às ruas.

Os roubos também registraram alta no estado. Comparando os números do mês de janeiro do ano passado (19.240) aos deste ano (20.474), houve um acréscimo de 6,4%. De janeiro de 2020 (23.997 crimes) para o de 2021, no entanto, havia sido observada uma queda na estatística.

Além dos roubos e furtos em geral, o estado registrou aumento nos roubos e nos furtos de veículos, respectivamente de 3,2% e 18,4%, comparando os meses de janeiro de 2021 e de 2022. Os roubos de carga apresentaram estabilidade, contudo: foram de 570 para 572.

O número de vítimas de homicídio, no entanto, caiu. Foi de 295, em janeiro do ano passado, para 250 no mesmo período deste ano no estado, uma queda de 15%.

CAPITAL

A capital paulista seguiu a tendência estadual, com aumento nos roubos em geral, de 10.739 para 11.846 (10%), nos roubos de carga, de 259 para 282 (8,8%), nos furtos em geral, de 13.148 para 16.231 (23,4%) e nos furtos de veículos, de 2.323 para 2.817 (21%). Os roubos de veículos, porém, caíram, de 1.216 para 1.093 (10,1%).

O município registrou queda no número de vítimas de homicídio (de 66 para 56).

O secretário-executivo da Polícia Militar, Alvaro Camilo Batista, afirmou à Folha, em janeiro deste ano, que a brusca queda dos índices de criminalidade de 2020 foi um ponto fora da curva e, assim, provocou uma distorção nas estatísticas.

Na ocasião, ele atribuiu o crescimento do número de furtos ao aumento de pessoas em situação de rua, que, na sua avaliação, praticam pequenos crimes, como furtos de cabos de energia elétrica, entre outros.

*

CRIMES NO ESTADO DE SÃO PAULO*

2022

Homicídio - 250

Latrocínio - 13

Roubos em geral - 20.474

Roubos de veículos - 2.869

Roubos de carga - 572

Furtos em geral - 42.550

Furtos de veículos - 7.045

2021

Homicídio - 295

Latrocínio - 16

Roubos em geral - 19.240

Roubos de veículos - 2.779

Roubos de carga - 570

Furtos em geral - 34.960

Furtos de veículos - 5.749

2020

Homicídio - 277

Latrocínio - 18

Roubos em geral - 23.997

Roubos de veículos - 3.662

Roubos de carga - 595

Furtos em geral - 43.791

Furtos de veículos - 7.427

Fonte: Secretaria da Segurança Pública de SP

* Dados referentes ao meses de janeiro