Retomada das viagens impulsiona mercado de seguros


JOANA CUNHA
JOANA CUNHA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O aquecimento do seguro de viagem, que vem crescendo nos últimos meses, ajudou a impulsionar o mercado de seguros pessoais. Entre janeiro e setembro, o setor acumulou quase R$ 38 bilhões, quase 15% acima do mesmo período de 2020, segundo a Fenaprevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida).

Com a retomada do turismo no Brasil e a liberação gradual das fronteiras, a procura pelo seguro de viagem subiu 277% em setembro na comparação com o mesmo mês de 2020.

Já o seguro de vida individual arrecadou mais de R$ 7 bilhões no acumulado do ano, cerca de 28% acima do registrado no mesmo intervalo de 2020, enquanto o de grupo chegou a quase R$ 10 bilhões, 9,4% a mais.

Segundo a Fenaprevi, as seguradoras já pagaram cerca de R$ 5,5 bilhões em indenizações por mortes por Covid-19 a pessoas com seguro de vida desde que a pandemia começou. Ao todo, foram quase 150 mil sinistros, sendo a maior parte, 116 mil, neste ano.

Entre os outros seguros que avançaram aparecem o prestamista, que garante o pagamento de dívidas e rendeu de R$ 11,8 bilhões em prêmios no acumulado do ano, a cobertura para acidentes pessoais, com R$ 5,07 bilhões, e para doenças graves, com R$ 1,03 bilhão.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo