|
  • Bitcoin 144.486
  • Dólar 4,8243
  • Euro 5,1620
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 21/03/2022, 15:48

Rede para equidade racial com XP, Gerdau e JBS abre nova fase de expansão

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 21 de março de 2022

JOANA CUNHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Mover, movimento de empresas pela equidade racial iniciado após o assassinato de João Alberto Silveira Freitas por seguranças no estacionamento do Carrefour em 2020, abre nova fase neste ano.

Segundo Marina Peixoto, diretora-executiva do Mover, vai ser criado um hub de vagas para concentrar no próprio movimento as oportunidades de trabalho para profissionais negros nas 47 empresas que fazem parte do grupo atualmente.

Entre elas estão Ambev, BRF, Cargill, Coca-Cola, Diageo, Danone, Disney, Gerdau, GPA, Heineken, JBS, L'Oréal, Klabin, XP e outras.

Também estão sendo consolidadas as informações do censo que precisa ser realizado em cada organização.

Os dados devem ajudar a monitorar o cumprimento do compromisso feito pelo Mover, de alcançar mais de 10 mil posições de liderança ocupadas por profissionais negros até 2030 nas empresas.

Peixoto diz que o processo burocrático avançou, e hoje o movimento, que inaugurou sua sede na L'Oréal, no Rio, se prepara para nova fase de expansão.

"Deixamos de ser um compromisso para nos tornar um movimento. E de um movimento agora para a uma associação. Fomos de 8 empresas para 13, depois 45 e agora 47. E estamos em conversa com outras que querem aderir. Tivemos algumas ações concretas no ano passado, mas agora vêm as mais robustas. Estamos recebendo a verba, queremos colocar o carro na estrada", afirma.

Segundo ela, as companhias fizeram doações iniciais como suporte para a constituição e primeiras ações, mas a partir deste ano o Mover começa a receber contribuição associativa.

O lançamento dos editais previstos em parceria com o Fundo Baobá Para Equidade Racial também deve entrar no ar neste ano, segundo Peixoto.

"Também queremos prototipar algumas outras ações, menores se comparadas aos editais, mas que seriam protótipos de aceleração. Elas vão juntar formação com vagas. Estamos desenhando três pilotos para colocar neste ano", afirma Peixoto.