|
  • Bitcoin 111.318
  • Dólar 5,2423
  • Euro 5,5322
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 17:15

Principal liderança feminina do MBL repudia áudio de Arthur do Val, mas condena 'linchamento'

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 07 de março de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Principal liderança feminina do MBL (Movimento Brasil Livre), a ativista Adelaide Oliveira divulgou um vídeo para apoiadores em que condena os áudios sexistas do deputado estadual Arthur do Val, mas critica o "linchamento virtual" que ele estaria sofrendo.

"Quero repudiar veementemente o que foi dito nos áudios. Foi um comportamento absurdo, execrável, que envergonha até quem ouve, quanto mais quem fala", diz ela.

"Foram falas sexistas e machistas que humilham e ofendem todas as mulheres, e em especial as ucranianas, que estão numa situação de imensa vulnerabilidade", afirmou.

O vídeo de Oliveira começou a circular neste domingo (6), dois após os áudios do parlamentar, que fazem referências pejorativas às mulheres ucranianas, terem vindo à tona. Ela disse que demorou a se manifestar porque queria conversar com Do Val, de quem é próxima. A ativista foi vice dele na disputa pela Prefeitura de São Paulo, em 2020.

Ela diz no vídeo que o parlamentar, de 36 anos, é "jovem" e tem a idade de seus filhos. "Condenar o erro, ok. Destruir uma pessoa, não. As pessoas não são descartáveis. Eu acho deplorável a cultura do cancelamento, que é a versão digital do apedrejamento em praça pública", afirmou. Oliveira deve ser candidata a deputada federal neste ano pelo Podemos.