|
  • Bitcoin 123.034
  • Dólar 5,0972
  • Euro 5,1732
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 04/03/2022, 13:19

Pré-candidato do Novo diz que votaria nulo em embate entre Lula e Bolsonaro

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 04 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O pré-candidato à Presidência pelo Novo, Luiz Felipe D'Ávila, afirmou que anularia o voto se tivesse que escolher entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), os dois primeiros colocados nas pesquisas mais recentes para a eleição deste ano.

"Eu não voto. Eu vou anular o voto. Não voto em populista, os populistas enterraram esse país, estão colocando nossa democracia em risco", disse ele em entrevista ao site Congresso em Foco. "Vocês acham que algum desses dois candidatos vai melhorar a democracia no Brasil? Vai abrir a economia? Gerar renda emprego? Atrair investimento internacional? É um autoengano achar que qualquer um desses dois personagens vai tirar o Brasil da crise que se encontra."

Ele disse, porém, não acreditar que Lula e Bolsonaro disputarão o segundo turno. "Eu não acho que haverá Lula e Bolsonaro no segundo turno, porque eu venho conversando com as pessoas e as pessoas querem alguém capaz de pacificar o país. [...] Se essa é a demanda do eleitor, como nós vamos ter dois radicais, dois polarizadores no segundo turno?", questionou.

Pesquisa PoderData divulgada na última quarta-feira (2) aponta que Lula segue na liderança para a disputa eleitoral, com 40% das intenções de voto, ante 32% de Bolsonaro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Nesse mesmo levantamento, D'Ávila não pontuou.

Na entrevista, o pré-candidato disse que é necessário esperar a eleição começar para ter um cenário mais claro. "Hoje, a pesquisa retrata o olho no retrovisor, o nome que você lembra. Os atributos que o eleitor busca hoje no candidato não são esses."