|
  • Bitcoin 150.257
  • Dólar 4,9391
  • Euro 5,2031
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 24/02/2022, 20:51

Possível 'invasão' de turistas leva litoral de SP a criar força-tarefa no Carnaval (1)

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

PAULO EDUARDO DIAS E KLAUS RICHMOND
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP, E SANTOS, SP (FOLHAPRESS) - Prefeituras do litoral paulista iniciam nesta sexta-feira (25) uma força-tarefa para evitar aglomerações e festas clandestinas no Carnaval. Existe a expectativa de que recebam um grande volume de turistas não só em razão do feriado e da restrição à folia nas capitais, mas também por causa da previsão de dias quentes, com até 33°C.

Só no sistema Anchieta-Imigrantes, a principal rota para a Baixa Santista e litoral sul, estima-se um volume de 480 mil veículos durante o feriado.

Em Mongaguá, haverá pontos estratégicos. As blitze têm como finalidade exigir que as vans e ônibus turísticos que entrem na cidade, por intermédio das colônias de férias, apresentem os comprovantes de vacinação dos passageiros.

Em Bertioga, a Secretaria de Segurança e Cidadania seguirá realizando força-tarefa nos bairros. A operação tem o objetivo de coibir festas clandestinas e pancadões. Durante as rondas são realizadas fiscalizações em estabelecimentos comerciais.

Em Guarujá, a prefeitura informou que, devido ao aumento no fluxo de turistas em visita ao município, o esquema de segurança e fiscalização será intensificado durante todo o período, com ações para fluidez do trânsito na entrada da cidade, além de organização na fila da balsa.

Na cidade, existe uma preocupação em relação ao uso de equipamentos sonoros, churrascos na faixa de areia e animais nas praias. Funcionários devem orientar os banhistas sobre o veto a essas ações.

A operação em torno do feriado de Carnaval terá, principalmente, ações de conscientização para tentar evitar as temidas festas clandestinas. No fim de semana, a prefeitura reforçará a proibição com panfletos e faixas, além de rondas ao anoitecer.

Mesmo na maior curva de casos e mortes da pandemia, raves (tipos de festas com músicas eletrônicas) foram registradas no Canto do Tortuga, trecho final da praia da Enseada, uma das mais populares da cidade. A maior parte delas reunia lanchas, iates e bebidas em alto mar. Não há informações até o momento de divulgações de eventos semelhantes.

Mesmo assim, outras grandes festas privadas geram preocupação. Uma das principais ocorrerá no Casa Grande Hotel, na Enseada, com eventos preparados para quatro dias: de 25 a 28 de fevereiro.

A noite chamada de Carnaval Corona Sessions promoverá diversos shows com ingressos entre R$ 50 a R$ 2.000, no caso de camarotes.

A Lucky Scope, popular bar que fica em Guaiúba, próximo ao Forte dos Andradas, destino frequentemente utilizado pelo presidente Jair Bolsonaro, terá no sábado (26) e no domingo (27) marchinhas de Carnaval das 13h às 21h. O local costuma ser ponto de grandes aglomerações.

A cidade de Santos informou que, aos finais de semana e feriados, a fiscalização quanto às medidas sanitárias é reforçada em locais de maior fluxo de pessoas.

Um dos principais destinos no litoral, a cidade de Praia Grande se mostrou ponto fora da curva.

O município informou ter montado arenas por meio do projeto Estação Verão Praia, em que o turista vai encontrar uma gama de atividades, que estarão disponíveis em 12 pontos. Entre as atrações estão parede de escalada, pista de patinação, tirolesa e bungee jump.

LITORAL NORTE

Também à espera de uma grande quantidade de turistas, São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba devem montar operações contra aglomerações.

A concessionária Tamoios, responsável pela rodovia dos Tamoios, que liga o interior ao litoral norte, projeta que cerca de 180 mil veículos trafeguem pela via entre os dias 25 de fevereiro e 2 de março.

Em Ilhabela, um decreto assinado pelo prefeito Toninho Colucci veta nos dias 25, 26, 27, 28 de fevereiro e 1º de março a realização de shows artísticos e musicais, bem como o uso de som mecânico, aparelhos eletrônicos particulares sonoros, em quiosques e bares que utilizem espaço públicos como praças, praia, ciclovia e calçadas, após as 20h.

"Mesmo sem as festividades oficiais da prefeitura, esta é uma época que a cidade recebe muitos visitantes, por isso é necessário muita cautela. Nossa população e quem nos visita precisa manter as medidas de segurança sanitárias, como o uso de máscaras, álcool gel e o distanciamento social", afirmou o prefeito, em nota publicada no site da prefeitura.

Ainda segundo Ilhabela, haverá inspeções integradas com a Polícia Militar contra festas clandestinas e grandes aglomerações.

Em Ubatuba, entre as ações previstas está a fiscalização de acampamentos irregulares, que deve acontecer em dias específicos, ordenada pela Secretaria de Turismo com a parceria das Polícias Militar e Ambiental com a Guarda Civil Municipal.

Preocupam as autoridades locais as badaladas festas nos dias 26, 27 e 28 no Café de la Musique, na Prainha dos Matarazzo. O evento invade a madrugada e tem ingressos de camarote que chegam a R$ 3000.

São Sebastião informou que as ações de fiscalização continuarão a ser realizadas para coibir possíveis infrações aos decretos municipais e atividades comerciais clandestinas. Assim como as vizinhas, Caraguatatuba também irá proceder com rondas pela cidade.

Na Barra do Sahy, a possível invasão de turistas assusta moradores locais.

"As pessoas já chegaram com lanchas e iates que valem milhões por aqui. Elas encostam com sons muito altos, provocando uma poluição sonora absurda. Estão autorizando ambulantes nas praias, mal há lugar para sentar. Isso acontece em Camburi, acontece em Juquehy. Nem espaço para sair da minha casa tenho muitas vezes. Hoje, não há uma fiscalização adequada", afirma o canoísta Fabio Paiva.

Procurada, a Secretaria de Logística e Transportes informou que, para atender a alta demanda durante a Operação Carnaval, "o Departamento Hidroviário irá colocar todas as embarcações disponíveis nas oito travessias litorâneas".

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que, entre 25 de fevereiro a 2 de março, a Polícia Militar realizará a Operação Carnaval Mais Seguro, com o objetivo de ampliar a segurança e o combate à criminalidade em todo o estado.