|
  • Bitcoin 123.852
  • Dólar 5,1592
  • Euro 5,3201
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 06/03/2022, 16:50

Por não repudiar guerra na Ucrânia, estilista russo é banido da Semana de Paris

PUBLICAÇÃO
domingo, 06 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O desfile virtual do estilista russo Valentin Yudashkin, que estava marcado para a próxima terça (8) como parte da programação paralela de desfiles da Semana de Moda de Paris, foi cancelado pela Federação de Alta Costura e Moda neste domingo (6) por não ter se dissociado ou manifestado repúdio à invasão da Rússia à Ucrânia.

Como disse o presidente da federação, Ralph Toledano, ao americano Women's Wear Daily, há "uma posição firme contra a iniciativa do presidente da Rússia". "Não temos nada contra [o povo russo], mas não apoiaremos ou aceitaremos ter em nosso calendário aqueles que apoiam sua posição", afirmou.

Yudashkin, além de ser veterano em Paris, tem em seu currículo também o design dos novos uniformes do Exército russo. Toledano aponta ainda que a federação esteve realizando uma pesquisa aprofundada em relação às posições das marcas em relação ao conflito para evitar decisões precipitadas. "Ficou claro que ele é um afiliado do regime. Como tal, considero que ele não tem lugar no calendário", continuou.

Encabeçadas pela Hermès, grifes como a Chanel e os grupos Richemont --Cartier, Chloé e Montblanc--Kering --Gucci, Bottega Veneta e Saint Laurent-- e LVMH --Dior, Louis Vuitton e Celine-- decidiram interromper temporariamente as operações na Rússia.