|
  • Bitcoin 151.734
  • Dólar 4,9391
  • Euro 5,2134
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 18/03/2022, 10:41

Polícia de SP realiza operação contra trabalho escravo; oito são libertados

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 18 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - A Polícia Civil deflagrou nesta sexta-feira (18) uma operação contra o trabalho análogo à escravidão no bairro Bom Retiro, na região central de São Paulo. Oito imigrantes bolivianos, que trabalhavam até 14 horas por dia numa confecção e ficavam 24 horas no local de trabalho, foram libertados.

A Operação Andrápodon foi acompanhada pelo governador João Doria (PSDB). Duas pessoas responsáveis pela confecção foram presas por tráfico de pessoas e organização criminosa.

Segundo a polícia, as vítimas dormiam ao lado da máquina de costurar. Os oito imigrantes serão acolhidos e o governo oferecerá cursos de capacitação, informou o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa.

Desde 2019, o governo de São Paulo recebeu 37 denúncias de possíveis casos de tráfico de pessoas, trabalho análogo à escravidão, adoção ilegal, exploração laboral da prostituição e exploração sexual e de desaparecimento, segundo dados do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Das 37 denúncias, 12 resultaram em forças-tarefas com o resgate de 206 vítimas.

Em 2021, o governador João Doria aprovou o Plano Estadual para Erradicação do Trabalho Análogo à Escravidão. "Hoje eu quis acompanhar esse movimento que tem sido feito de resgate de pessoas, que infelizmente vivem em condição subumana, condições sem dignidade. São verdadeiros escravos".

A operação foi realizada pela Secretaria de Justiça e Cidadania, por meio do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de São Paulo, e da Polícia Civil, com agentes do Departamento de Operações Policiais Estratégicas e da 1ª Delegacia Seccional da Capital.