omem é preso após caçar onça-preta e se gabar em redes sociais


SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Um homem foi preso em flagrante após caçar ilegalmente uma onça-preta -nome popular da Panthera onca melânica-, animal ameaçado de extinção, segundo o Ibama. O caso veio a público depois que um dos envolvidos postou vídeos gravados dentro da Área Indígena Arariboia, em Arame (MA), a 476 km da capital São Luís, onde o animal foi abatido com tiros de espingarda.

Nas imagens compartilhadas nas redes sociais, dois homens aparecem sorrindo enquanto seguram o corpo da onça, gravados por um terceiro. Um dos caçadores foi preso na tarde de ontem. Segundo informações do Ibama à Polícia Civil do Maranhão, o espécime era uma fêmea.

A Polícia Civil não informou o nome completo, nem o histórico policial do homem que foi preso -por conta disso, não foi possível encontrar sua defesa.

Com ele, segundo a polícia, foram encontrados o couro da onça abatida, duas espingardas, oito munições calibre 20 mm intactas e quatro deflagradas, além de pólvora e outros materiais utilizados na caça de animais silvestres.

O preso foi levado à sede da Delegacia de Polícia Civil de Arame e em seguida transferido para uma unidade prisional da região. "Agora, a polícia visa localizar os demais envolvidos no crime", diz nota enviada ao UOL.

A caça de animais silvestres sem a devida permissão ou licença de autoridade competente tem pena prevista pela Lei 9.605/98 de seis meses a um ano de reclusão e multa.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo