|
  • Bitcoin 141.421
  • Dólar 4,8152
  • Euro 5,1437
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 28/02/2022, 19:23

Netflix desafia Putin e diz que não fará transmissão de 20 canais da Rússia

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

MACEIÓ, AL (UOL/FOLHAPRESS) - A Netflix, maior plataforma de streaming do mundo, desafiou uma determinação do governo da Rússia, liderado por Vladimir Putin, e disse que não permitirá a transmissão de vinte canais de TV estatais russos em seu catálogo.

Segundo informações da Fox News, a Netflix disse que, dado o atual cenário de guerra entre a Rússia e a Ucrânia, após o Kremlin autorizar suas tropas a avançar sobre o país europeu, "não há planos" para acatar uma diretiva do governo russo, que obriga a empresa a fazer a transmissão das TVs a partir de março para os usuários do serviço em seu território.

No ano passado, o Roskomnadzor, órgão de fiscalização e censura das comunicações na Rússia, incluiu a Netflix como um "serviço audiovisual", uma vez que a plataforma possui mais de cem mil usuários diários no país, e impôs a obrigatoriedade de que o serviço transmita vinte canais de TV estatais, entre os quais o Channel One, um dos principais veículos de mídia aliados ao Kremlin, o de entretenimento NTV e um dedicado à Igreja Ortodoxa Russa, intitulado Spas.

Conforme o site The Moscow Times, a plataforma também deve proibir a promoção de "extremismos" e precisará identificar conteúdos com temática LGBT+.

A Netflix não respondeu quais medidas tomará para impedir que a Rússia restrinja seu funcionamento no país, caso mantenha o posicionamento de não cumprir o estabelecido pelo Kremlin.

Os confrontos armados entre a Ucrânia e a Rússia tiveram início na semana passada. Nesta segunda (28), os dois países se reuniram em Belarus para tentar um cessar-fogo, mas não obtiveram sucesso, e os ataques às cidades ucranianas foram retomados, com explosões, inclusive, em Kiev, capital do país europeu.