|
  • Bitcoin 124.316
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 24/02/2022, 17:20

Navlani acusa Putin de invadir Ucrânia para 'desviar atenção' de reais problemas da Rússia

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

PEDRO LOVISI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

FOLHAPRESS - O principal opositor do Kremlin, Alexei Navalni, acusou nesta quinta-feira (24) o presidente russo, Vladimir Putin, de usar o conflito com a Ucrânia para tentar desviar a atenção dos atuais problemas estruturais e econômicos do país. A afirmação foi feita durante uma audiência do segundo julgamento do opositor, preso sob acusações contestadas por líderes estrangeiros.

"Caro tribunal, quero oficialmente e sob o protocolo declarar: sou contra esta guerra. Considero-a imoral, fratricida e criminosa. Foi desencadeada pela gangue do Kremlin para facilitar o roubo. Eles matam por roubar.", disse.

Navalni acrescentou ainda que o conflito "causará um grande número de vítimas" e "continuará a política de empobrecimento dos cidadãos russos" —a lógica para isso, naturalmente, seriam as consequências das sanções decretadas por vários países à Rússia após a invasão.

O opositor cumpre pena de dois anos e meio de prisão desde janeiro do ano passado, sob acusações de fraude. A detenção se deu ainda no aeroporto de Moscou, quando Navalni voltava de uma internação de 150 dias na Alemanha, após ser envenenado -ataque atribuído ao Kremlin, segundo ativistas.

Ainda nesta quinta, Nalvani retuitou um post que repudiava as prisões de manifestantes contrários à invasão da Ucrânia.

"Os cidadãos só querem sair às ruas e expressar pacificamente seu desacordo com o que Putin está desencadeando na Ucrânia. As pessoas têm o direito de sair com slogans anti-guerra, de saírem sem armas" diz a publicação. Até agora, mais de 1.500 pessoas foram presas.