|
  • Bitcoin 123.188
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2698
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 03/03/2022, 08:52

Naiara Azevedo lança música com Marília Mendonça

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 03 de março de 2022

VITOR MORENO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Naiara Azevedo, 32, ou Nanacita, como os fãs a apelidaram durante sua passagem pelo Big Brother Brasil 22 (Globo), está aos poucos retomando a rotina fora da "casa mais vigiada do país". A cantora, que foi a terceira eliminada da atual edição do reality show, lança nesta quinta-feira (3) a música "50 Por Cento", gravada em parceria com Marília Mendonça (1995-2021).

A faixa foi alvo de polêmica logo que Naiara foi anunciada no programa de TV. Isso porque João Gustavo, irmão de Marília, disse que ela usaria o BBB 22 para se promover usando o nome da cantora morta em um acidente aéreo no ano passado. Depois, ele admitiu que foi "duro com as palavras" e se desculpou publicamente.

Na época, com Naiara já confinada, a equipe dela optou por anunciar que cancelaria o lançamento. Agora, com os ânimos mais calmos, a canção chega finalmente às plataformas de áudio. "Para mim, está tudo resolvido desde sempre", afirma a cantora em entrevista ao site F5.

A música foi gravada em 2020, originalmente como parte do projeto "Juntas". Porém, Naiara conta que o lançamento acabou tendo seu lançamento adiado porque ela queria um momento especial para isso.

"Essa é uma música que eu sempre quis trabalhar com muito carinho", explica. "Durante a pandemia, a gente acabou quase dois anos sem trabalhar. A gente acabou esperando o prazo da gravadora e também o momento que a gente entendesse que fosse bacana voltar aos palcos e trabalhar essa música."

"Sabe quando você tem uma roupa muito especial e fica guardando porque quer usar em um momento muito especial?", compara. "Esse momento muito especial seria a volta dos shows, então a gente estava esperando para lançar mais perto disso."

No meio do caminho, ocorreu o acidente aéreo que tirou a vida da colega. Marília morreu aos 26 anos no dia 5 de novembro de 2021 após o avião em que ela estava cair em Piedade de Caratinga (MG). A artista tinha um show marcado para a data a cerca de dez quilômetros do local do acidente.

Naiara confessa que não era uma amiga próxima da colega de trabalho. "O que eu tenho pela Marília é muito respeito, admiração profissional e também pela pessoa dela, porque até onde eu sei ela era uma pessoa maravilhosa, uma mulher muito humana, muito carinhosa com as pessoas que estavam ao redor dela", relata.

"Eu admiro ela demais", resume. "O que eu sou da Marília é uma grande fã."

Tanto que ela relembra o encontro das duas para fazer a gravação de "50 Por Cento" como um dia especial. "Foi uma emoção muito grande porque era uma parceria que eu queria muito ter", conta. "Foi incrível, do momento em que ela pisou no estúdio, da primeira conversa, quando partiu o convite da minha parte, quando chamei ela no Whatsapp e a convidei. Foi um carinho gigante, uma atenção muito grande da parte dela."

"O dia da gravação foi incrível, teve uma energia que transcende", conta. "Quando ela abre a boca para cantar, a gente arrepia. Ela foi muito querida com toda a minha equipe, com toda a equipe de gravação. Foi maravilhoso, uma entrega perfeita do início ao fim."

Agora, a música ganhou um novo significado. "Remete a um sentimento saudosista, aquela coisa que você fala: 'No meu coração, não acredito ainda'. Acho que é assim para todos os que gostam do trabalho, das músicas, das composições da Marília... O meu sentimento é o sentimento de todos."

A composição brinca sobre de quem é a culpa pelo fim de um relacionamento marcado por traições. "Quando existe dos dois lados, a gente racha a conta no meio", brinca Naiara. "50% a culpa é sua, 50% é minha. Não fiz nada sozinha (risos)."

A cantora diz que a música não chega a ser autobiográfica. "Não tem nenhuma música nesse trabalho que seja só minha, sempre componho com vários compositores, então tem um pouquinho do sentimento de todo mundo ali, sabe?", diz sobre seu projeto atual, intitulado "Baseado em Fatos Reais".

"Eu trago um pouco das minhas experiências, das minhas vivências", conta. "Os outros compositores também, da mesma forma. Então não tem só a ver comigo, tem a ver com o sentimento de todos os compositores. Mas é óbvio que tem sentimento meu ali também. Mas [na hora de interpretar] a gente coloca tudo, entrega tudo (risos)."

EX-BBB Naiara diz que está feliz com a repercussão de sua passagem pelo BBB 22. "Eu encontrei muito mais do que eu imaginava: o carinho das pessoas, um público que não era o meu e agora acabou se tornando", celebra. "É uma dedicação das pessoas comigo que eu não esperava."

Ela conta que não sabia o que encontraria quando saísse da casa. "A gente não sabe como as pessoas interpretam a forma como a gente fala, tem centenas de pessoas que pensam diferente e têm as suas militâncias, então eu não sabia", comenta. "Eu achava que não tinha feito nem falando nada de mais, [mas] como a gente está lidando com o ser humano, a gente pode esperar de tudo."

A agora ex-BBB confessa, no entanto, que não chegou a imaginar que estava cancelada. "Não agredi ninguém, não xinguei ninguém, não briguei com ninguém, então está tudo certo", avalia. "O resto a gente reverte, pede desculpas, analisa a situação."

Ela diz que amou ("pode escrever aí 'AMOU', tudo com letras maiúsculas") os memes que pipocaram na internet nos dias que ela passou no reality show. Desde ela socando um queijo cenográfico até matando uma barata com o pé descalço, Nanacita fez a diversão de quem assistiu às primeiras semanas do programa.

Depois que saiu do programa, ela também pode ter uma noção mais clara de alguns dos colegas --e não gostou de tudo o que viu. "Eu sentia uma determinada energia que não era bacana", conta. "Eu percebia que algumas pessoas me ignoravam. A palavra é desconforto. Eu sentia um certo desconforto lá dentro das pessoas comigo."

"Mas, de fato, eu nunca ouvi ninguém me criticar diretamente, falar tudo o que falaram pelas minhas costas", lamenta. "É óbvio que seu tivesse visto e ouvido algumas falas eu teria tido posturas diferentes. 'Ah, aqui fora você está falando de tal jeito, por que não falou lá dentro?' Porque eu não sabia."

"Se tem uma coisa que eu não tenho é sangue de barata", comenta. "As pessoas têm de mim aquilo que elas cultivam. Na minha frente todo mundo me tratava bem, então óbvio que vou tratar bem também."

A cantora avalia que parte desse desconforto que alguns participantes sentiram com sua presença se deu a seu excesso de energia. "Eu sou uma pessoa muito enérgica, uma pessoa que fala muito, que gesticula muito", revela. "Mas eu acredito que eu não devo mudar o meu jeito para agradar ninguém."

Porém, ela também acredita que houve um certo preconceito dos colegas por coisas que podem ter lido sobre ela na internet. "Foi muito positivo para mim a entrada na casa para as pessoas entenderem que eu não sou algumas inverdades que foram faladas sobre mim, sobre a minha personalidade, sobre quem eu sou", afirma.

A cantora também comentou a possibilidade de voltar ao programa por meio de uma repescagem, algo que é muito pedido pelos fãs a Boninho, diretor de núcleo responsável pelo programa na Globo. "O povo quer meme, não querem ver eu jogar, querem memes", brinca. "A galera está precisando renovar as figurinhas do Whatsapp, aí estão sentindo necessidade de eu ir lá gerar mais conteúdo (risos)."

"Quem sabe, não descarto a possibilidade", diz, mais séria. "Mas não houve o convite. Não tivemos essa conversa. Ainda não passou de especulação."