|
  • Bitcoin 124.514
  • Dólar 5,1479
  • Euro 5,2493
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 12/03/2022, 09:49

Mortes em Mariupol chegam a 1.582 durante a guerra, diz prefeitura

PUBLICAÇÃO
sábado, 12 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O número de mortos na cidade portuária de Mariupol, no leste da Ucrânia, chegou a 1.582, segundo o gabinete do prefeito. A informação foi veiculada na Associated Press. O cerco russo na cidade completou 12 dias. "Diante do bombardeio implacável, os mortos nem estão sendo enterrados."

Sob constantes ataques, a região de 430 mil habitantes em tempos de paz teve de enterrar pelo menos 47 vítimas da guerra em uma vala comum, disse o vice-prefeito, Serhi Orlov, à rede britânica BBC. Segundo ele, nem todos os corpos puderam ser identificados.

Em discurso televisionado, o presidente Volodimir Zelenski acusou a Rússia de se recusar a permitir que pessoas saíssem da cidade sitiada de Mariupol e disse que a Ucrânia tentaria novamente entregar alimentos e remédios neste sábado (12).

Zelenski acusou a Rússia de se recusar a permitir que pessoas saíssem da cidade sitiada de Mariupol e disse que a Ucrânia tentaria novamente entregar alimentos e remédios neste sábado (12).

"As tropas russas não deixaram nossa ajuda entrar na cidade e continuam a torturar nosso povo. Amanhã tentaremos novamente, tentaremos novamente enviar comida, água e remédios", disse Zelenski.

Autoridades disseram que a situação em Mariupol era crítica, pois as forças russas apertaram o cerco em torno da cidade portuária do Mar Negro e os moradores estão sem energia ou água há mais de uma semana.