|
  • Bitcoin 121.259
  • Dólar 5,0515
  • Euro 5,2137
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 23/02/2022, 21:50

Morre Paulinha Abelha, vocalista da banda de forró Calcinha Preta, aos 43 anos (1)

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morreu na noite desta quarta-feira (23), aos 43 anos, a cantora Paulinha Abelha, vocalista do Calcinha Preta. A informação foi dada pelo Hospital Primavera, onde ela estava internada, e divulgada pelo escritório da banda de forró nas redes sociais.

"O Hospital Primavera comunica, com pesar, que a cantora, Paula de Menezes Nascimento Leca Viana, Paulinha Abelha, faleceu hoje às 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico", diz a nota de falecimento.

"Nas últimas 24 horas apresentou importante agravamento de lesões neurológicas, constatadas em ressonância magnética, e associada a coma profundo", prossegue o texto. "Foi então iniciado protocolo diagnóstico de morte encefálica, que confirmou hipótese após exames clínicos e complementar específicos."

Paulinha se tornou vocalista do Calcinha Preta em 1998. Ela deixou o grupo duas vezes para tentar voos solos, mas sempre retornou. Desde 2018 que ela estava de forma fixa no comando do Calcinha Preta.

A cantora foi internada no 11 de fevereiro no hospital Unimed Sergipe, em Aracaju, com problemas renais. Ela voltava de viagem quando reclamou de dores abdominais e procurou atendimento, tendo recebido diagnóstico de lesão renal. Não há informação sobre o que teria causado o problema.

No dia 17, ela apresentou uma piora no quadro e entrou em coma. No mesmo dia, foi transferida para o hospital Primavera, também na capital sergipana.

O diretor técnico do hospital Ricardo Leite explicou que a artista estava fazendo terapia renal substitutiva e hemodiálise. "No decorrer da internação foi diagnosticada inflamação do fígado, que abro parêntese não se trata de hepatite viral", enfatizou.

Na terça-feira (22), o neurologista Marco Aurélio Alves, que fazia parte da equipe que cuidava da cantora, disse que a situação dela era delicada em decorrência de um coma profundo. Ele citou que Paulinha estava no nível 3 na escala Glasgow –que classifica os níveis de consciência do paciente de 3 a 15.

O último boletim médico sobre o estado de Paulinha informava que ela continuava fazendo exames para avaliar e monitorar as disfunções neurológica, hepática e renal. Em coma, ela respirava com a ajuda de aparelhos.​

SEGUNDA BAIXA

Na última segunda-feira (21), o Calcinha Preta já havia anunciado a suspensão de todos os seus shows até o dia 10 de março. "Em virtude da internação e aguardando melhoras no quadro de saúde da nossa Paulinha Abelha, o escritório responsável pela carreira da Calcinha Preta decidiu suspender todos os compromissos marcados para a banda até dia 10 de março de 2022", dizia o comunicado.

A banda ainda estava se recuperando do luto pela morte de seu primeiro vocalista, o cantor José Aparecido da Silva, conhecido como Sidney Chuchu. Ele foi encontrado morto na tarde do dia 4 de novembro do ano passado na casa em que morava no conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro (SE).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, a causa da morte foi um golpe de arma branca. "Uma testemunha chegou à localidade e observou a vítima caída ao chão", disse a instituição. "A Polícia Militar foi acionada e atendeu à ocorrência. A Criminalística e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados e fizeram os exames periciais e o recolhimento do corpo."

A banda Calcinha Preta divulgou uma nota de pesar na época. "Hoje toda a família Calcinha Preta está de luto", afirma o texto. "É com grande tristeza e pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Aparecido da Silva, o nosso querido Sidney Chuchu, nosso primeiro vocalista, que ficou à frente da banda Calcinha Preta no período de 1995 a 1998."