|
  • Bitcoin 148.867
  • Dólar 4,8934
  • Euro 5,1668
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 14/03/2022, 10:22

Morre grávida atingida em Mariupol, cuja foto de resgate se tornou símbolo de ataque russo

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 14 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma mulher grávida prestes a dar à luz morreu no ataque russo à maternidade em Mariupol, no sul da Ucrânia, na última quarta-feira (9), segundo a agência de notícias Associated Press. Imagens da mulher sendo resgatada ensanguentada em uma maca se tornaram um dos símbolos do ataque ao hospital, descrito por autoridades ucranianas como um crime de guerra.

Segundo a agência, ela foi levada a outro hospital, ainda próximo ao fronte de batalha, com ferimentos graves na pélvis e no quadril. Os médicos fizeram uma cesariana, mas o bebê já estava morto, disse o cirurgião. Segundo o médico, ao perceber que estava perdendo o bebê, a mulher chegou a gritar: "Me matem agora". Ela não resistiu e morreu na sequência. Os médicos não tiveram tempo nem de pegar o nome da mãe e do bebê, e ela foi identificada pelo marido após o falecimento.

A Rússia justificou o ataque dizendo que extremistas ucranianos usavam a maternidade como esconderijo, e disse que não havia médicos e pacientes no local. Jornalistas, porém, viram e relataram uma série de feridos sendo resgatados às pressas, incluindo grávidas e crianças.