|
  • Bitcoin 143.700
  • Dólar 4,8231
  • Euro 5,1483
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 28/03/2022, 20:59

Ministério da Justiça reclassifica 'Marimar' por conter 'violência e drogas'

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 28 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A novela mexicana "Marimar" foi reclassificada pelo Ministério da Justiça. A trama, que recentemente passou a ser exibida pelo canal pago Viva e entrou no catálogo do Globoplay, foi considerada imprópria para menores de 14 anos por conter violência, droga lícita e de linguagem imprópria.

O Grupo Globo submeteu a novela para análise do órgão sugerindo que ela fosse indicada para maiores de 10 anos, mas não foi atendido. O ministério deu um prazo de cinco dias para readequar a classificação indicativa a partir da última sexta-feira (25), quando o despacho foi publicado no Diário Oficial da União.

De acordo com o técnico que avaliou a novela, a violência na novela é agravada por "frequência e relevância" e, em parte, também por "contexto e motivação. "O estigma/preconceito permeia toda a obra", acrescenta.

Por outro lado, ele cita como atenuante o fato de uma cena que mostra uma coação sexual ou estupro não chegar às vias de fato. Mesmo assim, a recomendação é que ela seja vista apenas por quem já passou dos 14 anos.

"Marimar", produzida pela Televisa em 1994, começou a ser exibida pelo Viva no último dia 7 de fevereiro. Foi a primeira novela mexicana na grade do canal, mais conhecido por aproveitar o catálogo da própria Globo.

A novela foi exibida diversas vezes na TV aberta no Brasil pelo SBT. Ela integra a chamada "trilogia das Marias", formada também por "Maria Mercedes" (1992) e "Maria do Bairro" (1995), todas com Thalía como protagonista. Exibidas em diversos países, as novelas fizeram a atriz e cantora colecionar fãs ao redor do mundo.