|
  • Bitcoin 144.983
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1549
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 22/03/2022, 07:53

Miami Beach declara toque de recolher após tiroteios no spring break

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 22 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois do registro de ao menos dois tiroteios em meio ao período de festas do chamado spring break, as autoridades de Miami Beach, na Flórida, declararam, nesta segunda-feira (21), estado de emergência na cidade e o início de um período de toque de recolher noturno.

"Nós não pedimos pelo spring break, não o promovemos, não o encorajamos. Simplesmente suportamos -e, francamente, não é algo que queremos suportar mais", disse o prefeito Dan Gebler.

No spring break (pausa da primavera, em tradução literal), tradicionalmente realizado entre fevereiro e março, na primavera do hemisfério Norte, universidades americanas dão uma semana de férias para os estudantes. Os estudantes, então, costumam viajar em grupos numerosos para destinos litorâneos e fazem grandes festas.

Segundo Gebler, Miami Beach foi tomada nos últimos dias por "dezenas de milhares de pessoas", que criaram uma "multidão de jovens festeiros". No domingo (20) e nesta segunda, segundo o jornal The New York Times, houve registro de tiros na cidade, deixando pelo menos cinco pessoas feridas.

"[Foram] atos covardes, de pessoas aleatórias que vêm para cá e se comportam dessa forma", afirmou Alina Hudak, administradora da cidade --cargo paralelo ao de prefeito, apontado por uma comissão eleita pela população.

O toque de recolher vai começar a valer nesta quinta-feira (24), entre 0h01 e 6h da manhã, apenas para uma área específica na região de South Beach, onde se concentram diversos bares e restaurante. A restrição acaba após o fim de semana, na próxima segunda (28), mas as autoridades já consideram prorrogá-la.

A medida se soma a outras já anunciadas anteriormente, como a proibição da venda de álcool após 2h da manhã na parte sul da cidade e reforços nas forças de segurança.

Desde a metade de fevereiro, quando começou o spring break, nove policiais ficaram feridos em diversas ocorrências, afirmou o chefe da polícia, Richard Clements, que acrescentou ainda que cem armas foram confiscadas no mesmo período.

No ano passado, já durante a pandemia, a polícia de Miami Beach prendeu mais de mil pessoas durante essas festas. Na ocasião, a cidade também adotou estado de emergência e o toque de recolher.

Apesar de seu pequeno tamanho (tem apenas 90 mil habitantes, enquanto a vizinha Miami conta mais de 450 mil), o local se tornou um dos mais tradicionais destinos do spring break, reunindo multidões muito maiores do que as autoridades consideram razoável -e do que conseguem manter sob controle.

"Não fomos capazes de descobrir como impedir o spring break de acontecer", afirmou o prefeito. "Não o queremos, mas ele continua acontecendo."