|
  • Bitcoin 123.536
  • Dólar 5,1101
  • Euro 5,1933
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 05/03/2022, 21:40

MBL repudia fala de Mamãe Falei e atribui ataques a 'aproveitadores'

PUBLICAÇÃO
sábado, 05 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O MBL (Movimento Brasil Livre), do qual o deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP) faz parte, lamentou neste sábado (5) os comentários sexistas feitos pelo parlamentar sobre mulheres ucranianas, em áudio vazado, mas acusou simpatizantes aos pré-candidatos à presidência Lula (PT) e Bolsonaro (PL) de se aproveitarem do episódio apenas para atacar o grupo.

"Aos aproveitadores, lulistas e bolsonaristas, que viram nessa ocasião apenas um motivo para nos atacar, devemos reiterar que nada impedirá o MBL de continuar com o seu trabalho em prol da terceira via, de uma alternativa aos projetos políticos criminosos do PT e de Bolsonaro", completou a nota, em seguida.

Em uma série de áudios gravados ontem e enviados a um grupo de amigos no Whatsapp, o deputado estadual descreve suas impressões sobre as mulheres da Ucrânia e, em um dos trechos, afirma que elas "são fáceis, porque são pobres".

Na sequência, ele acrescenta. "E detalhe, hein. Elas olham e, vou te dizer, elas são fáceis, porque são pobres. E aqui, a minha conta do Instagram, cheio de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, porque a gente não tinha tempo, mas colei em dois grupos de 'minas' e é inacreditável a facilidade. Essas 'minas' em São Paulo, você dá bom dia e ela [sic] ia cuspir na sua cara e aqui elas são supersimpáticas e supergente boa, é inacreditável", prossegue o deputado. Segundo ele, nas "cidades mais pobres, elas são as melhores".

Depois da divulgação dos áudios, a repercussão do caso foi imediata: o pré-candidato à Presidência da República Sergio Moro (Podemos) disse ter rompido com do Val, seu aliado político. Já o Podemos classificou como "gravíssima e inaceitável" a conduta do deputado e anunciou a abertura de um procedimento disciplinar para investigar as falas sexistas dele. E a namorada de do Val, Giulia Blagitz, terminou o relacionamento com o deputado, segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

Ao chegar ao Brasil, ainda no aeroporto, o parlamentar classificou os áudios como um "erro em um momento de empolgação".