|
  • Bitcoin 120.107
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 17:34

MBL quer vereador Rubinho Nunes no lugar de Arthur do Val como candidato ao governo de SP

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 07 de março de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em reunião nesta segunda-feira (7), lideranças do MBL (Movimento Brasil Livre) decidiram apresentar o nome do vereador Rubinho Nunes (Podemos) como substituto do deputado estadual Arthur do Val, o Mamãe Falei (Podemos), que retirou sua pré-candidatura após o vazamento de áudios de teor sexista de sua autoria.

Antes de sua atuação na Câmara Municipal de São Paulo, onde está desde 2020, Nunes tornou-se conhecido como advogado do MBL, do qual é um dos fundadores.

Ele ganhou destaque no período de formação e crescimento do MBL, entre 2014 e 2018, como autor de ações direcionadas contra o PT, a então presidente Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva.

Nunes diz à reportagem que o acordo entre o MBL e o Podemos prevê a escolha de um nome para concorrer ao governo de São Paulo. Com a desistência de Do Val, o nome que o movimento levará ao partido será o dele.

"O pessoal entende que eu tenho um perfil executivo, sério, e que eu teria condições de fazer uma boa campanha. Como temos tempo, teríamos condições de criar uma campanha competitiva", afirma o vereador.

"No Podemos apenas teremos que apontar a substituição do nome. O próprio partido havia comunicado a gente poderia apontar um substituto depois do que aconteceu com o Artur", completa.

Arthur do Val, o Mamãe Falei, viajou ao leste europeu com a justificativa de que ajudariam a população ucraniana.

Em áudios divulgados na sexta-feira (4), ele afirma que as ucranianas são "fáceis" de pegar por serem pobres —e que a fila de refugiados da guerra tem mais mulheres bonitas do que a "melhor balada do Brasil".

"Elas olham [para ele, Arthur] e vou te dizer: são fáceis porque elas são pobres. E aqui, cara, minha carta do Instagram, cheio de inscritos, funciona demais. Funciona demais. Depois eu conto a história", disse o deputado nos áudios.