|
  • Bitcoin 150.223
  • Dólar 4,9448
  • Euro 5,2155
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 25/03/2022, 20:43

Mario Frias turbina agendas em São Paulo após anunciar candidatura pelo estado

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 25 de março de 2022

FÁBIO ZANINI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Agora pré-candidato a deputado federal por São Paulo, Mario Frias (PL) decidiu fazer viagens para se familiarizar com o estado no qual participou de poucas agendas ao longo de seu mandato.

Em março, o secretário especial da Cultura já passou por seis municípios em 25 dias: Leme, Pirassununga, Analândia, Piracicaba, Itaquaquecetuba e São Caetano do Sul. Em fevereiro, esteve em São Bernardo do Campo, Campinas e Brotas.

Sua agenda pública não registra qualquer passagem por São Paulo entre fevereiro e agosto de 2021, ainda que tenha participado de eventos em outros estados e países.

Nos outros meses, teve compromissos pontuais na Assembleia Legislativa de SP, na Cinemateca e no Museu do Ipiranga.

Frias é carioca como Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), pré-candidato ao Governo de São Paulo de Jair Bolsonaro (PL). Os prováveis concorrentes do ministro já começaram a apontar sua falta de familiaridade com o estado, e Freitas tem estudado a história de São Paulo, como mostrou o Painel.

Na maioria de suas viagens recentes, Frias encontrou-se com lideranças regionais e deu entrevistas para a imprensa local, todas em tom agressivo, com palavrões e ataques à oposição e à classe artística. Ele deixará a secretaria no começo de abril.

Em uma das entrevistas, Frias mandou indireta ao ministro do Turismo, Gilson Machado, ao qual a pasta da Cultura está subordinada e com quem ele teve atritos nos últimos meses.

"Não tenho hábito de papagaio de pirata, não gosto. Não sou um cara que fica em cima, que vou almoçar todo dia com ele", disse. "Eu realmente recorro a ele [Bolsonaro] porque eu não tenho acordo com governo, não tenho acordo com nenhum ministro. Não tenho acordo nenhum. Meu papo é com o presidente da República", completou.

Procurado pelo Painel, Frias não enviou resposta.