|
  • Bitcoin 121.615
  • Dólar 5,0547
  • Euro 5,2170
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 07/03/2022, 15:30

Mamãe Falei está deprimido e quer reconquistar a namorada

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 07 de março de 2022

MÔNICA BERGAMO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP), o Mamãe Falei, está deprimido e elegeu como prioridade recuperar a sua namorada.

Giulia Blagitz, que se apresenta no Instagram como pós-graduanda em urgência e emergência na área de saúde, encerrou seu relacionamento com o parlamentar após o vazamento de áudios sexistas que ele enviou a amigos na semana passada.

Entre outras coisas, Mamãe Falei disse que as mulheres ucranianas são fáceis porque são pobres. Os áudios foram gravados durante viagem que ele fez à Ucrânia.

A namorada terminou com ele por meio de mensagem em redes sociais.

De acordo com amigos próximos, o deputado ficou muito abalado com a repercussão de suas falas. Ele á alvo de dez pedidos de cassação na Assembleia Legislativa de SP, responderá a procedimento disciplinar e pode ser expulso de seu partido, o Podemos, e teve que recuar da pré-candidatura ao governo de São Paulo.

Uma das consequências que mais o deprimiu, no entanto, foi mesmo o fora público que levou da namorada.

Por isso, a prioridade para ele agora seria reconquistá-la.

Mamãe Falei pretende também parar de falar por algum tempo, submergindo para reduzir danos à sua imagem e estudando o que fazer daqui para a frente.

Na mensagem em que terminou o namoro, Giulia escreveu: "Em respeito a todos os meus seguidores que também seguiam o Arthur gostaria de deixar claro que seguiremos caminhos diferentes".

Em seguida, afirmou: "Infelizmente a vida é imprevisível e muitas vezes nos leva por caminhos que não compreendemos. Mas uma coisa podem ter certeza: o amor sempre foi real e sempre será".

Em um primeiro momento, ela excluiu o perfil da rede social. Depois, retornou, mas passou a excluir pessoas que começaram a segui-la depois do escândalo.

Nas gravações que enviou a amigos a partir da Europa, o deputado disse que as ucranianas são "fáceis" de pegar por serem pobres —e que a fila de refugiados da guerra tem mais mulheres bonitas do que a "melhor balada do Brasil".

Ele fez ainda várias afirmações sobre a beleza das mulheres ucranianas, chamadas de "deusas". ​"Mano, eu tô mal. Tô mal, tô mal. Eu passei agora, são quatro barreiras alfandegárias. São duas casinhas em cada país. Mano, eu juro para vocês, eu contei: foram 12 policiais deusas. Deusas. Mas deusa assim que você casa e você faz tudo o que ela quiser. Eu tô mal, cara", afirma um deles.

"Assim, não tenho nem palavras para expressar. Quatro dessas eram minas assim que você tipo... Mano, nem sei te dizer. Se ela cagar, você limpa o c* dela com a língua. Inacreditável. Inacreditável, cara. Assim que essa guerra passar, eu vou voltar pra cá", segue a gravação.

Um segundo áudio descreve como o deputado teria usado seus 730 mil seguidores no Instagram para se aproximar de mulheres ucranianas.

"Elas olham [para ele, Arthur] e vou te dizer: são fáceis porque elas são pobres. E aqui, cara, minha carta do Instagram, cheio de inscritos, funciona demais. Funciona demais. Depois eu conto a história", disse.

"Não peguei ninguém, mas eu colei em duas minas, que a gente não tinha tempo, em dois grupos de minas, e assim, é inacreditável a facilidade. Essas minas em São Paulo você dá bom dia e ela iria cuspir na sua cara. E aqui elas são super simpáticas, super gente boa", seguiu.