MAM de São Paulo anuncia Elizabeth Machado como nova presidente


PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - O Museu de Arte Moderna de São Paulo, o MAM, anunciou nesta quinta (10) sua nova presidente, a economista e gestora cultural Elizabeth Machado.

Segundo um comunicado do museu, ela dará continuidade ao processo de desenvolvimento institucional iniciado por sua antecessora, a advogada Mariana Guarini Berenguer, que cumpriu o mandato previsto de dois anos.

Economista e gestora cultural, Elizabeth Machado dirigiu o Teatro Alfa por 18 anos, de 2002 a 2020, atua no conselho da Fiesp e é membro do conselho de administração da Fundação Bienal de São Paulo desde 2005 -presidiu este conselho entre 2009 e 2012.

Ela já havia trabalhado para o MAM, entre 2001 e 2002, quando foi consultora durante o estudo para uma nova sede, que não saiu do papel.

Uma de suas prioridades será o educativo. "Sempre tive muita simpatia pela postura de acolhimento do MAM aos jovens artistas e dedicação à educação. Fortalecer estes laços e aproximar os jovens do museu serão linhas de trabalho prioritárias, tanto física como digitalmente", afirma ela, no comunicado.

O planejamento da nova presidente ainda prevê ações conjuntas com outras instituições culturais, a fim de ampliar a atuação do MAM e atingir locais e públicos para além da sede do museu, no Parque Ibirapuera. As obras contemporâneas que integram o acervo da instituição devem ganhar maior visibilidade por meio destas parcerias.

Machado é a terceira mulher à frente da presidência do MAM São Paulo. No biênio de 2019 a 2021, Mariana Berenguer comandou a instituição.

Antes disso, Milú Villela, que presidiu o MAM entre 1995 e 2019, intensificou a aquisição de obras, o setor educativo e o programa de patrocinadores e associados.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo