|
  • Bitcoin 148.269
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1581
Londrina

Últimas Notícias

m de leitura Atualizado em 28/02/2022, 17:40

Maioria dos americanos rejeita intervenção militar, mas quer sanções mais duras contra a Rússia

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A maioria dos cidadãos americanos apoia sanções econômicas mais duras contra a Rússia como forma de retaliação pela guerra na Ucrânia, mas se opõe a uma intervenção militar direta dos EUA no conflito. A pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira (28) pela rede americana CNN.

O levantamento mostrou que 83% dos entrevistados dizem acreditar que os EUA devem ampliar as sanções contra o governo russo, enquanto 17% se opõem. O levantamento foi feito com 1.011 pessoas nos dias 25 e 26 de fevereiro, quando aliados do Ocidente estavam impondo punições históricas à Rússia, entre as quais o fechamento do espaço aéreo para aviões do país e a exclusão de bancos russos do sistema Swift.

Mais da metade dos americanos (62%) quer que os Estados Unidos façam mais para impedir a ação militar russa na Ucrânia, enquanto 38% disseram que o país já fez o suficiente.

A maioria, porém, não apoia uma intervenção militar direta dos EUA na Ucrânia. Cinquenta e oito por cento dos entrevistados se opuseram à ação militar se as sanções falharem, enquanto 42% se manifestaram a favor do envio de tropas para a Europa.

A margem de erro da pesquisa é de 4,4 pontos percentuais para mais ou para menos.